Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Hospital de Braga assume "erro humano" na morte de mulher após fototerapia

Sociedade

  • 333

As conclusões do processo de averiguações apontam para a ocorrência de um erro humano na programação do equipamento

O Hospital de Braga assumiu hoje "erro humano" na programação do equipamento utilizado no tratamento de fototerapia de uma mulher de 61 anos, que acabou por morrer poucos dias após o tratamento.

"As conclusões do processo de averiguações apontam para a ocorrência de um erro humano na programação do equipamento utilizado no tratamento de fototerapia", refere um comunicado enviado à Lusa.

No mesmo comunicado, o hospital acrescenta que, "atendendo à gravidade do sucedido", a comissão executiva desencadeou "de imediato" um processo de identificação de medidas suplementares que possam obstar a ocorrência de novos erros.