Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Há crianças tão viciadas em iPads que podem precisar de terapia

Sociedade

  • 333

Reuters

Uma criança de quatro anos é o paciente mais jovem a receber terapia por estar viciada no iPad. O tratamento custa 18 mil euros, no Reino Unido

Crianças que usam computadores e tablets desde bebés podem ter problemas de saúde a longo prazo, alertam especialistas de uma clínica britânica que desenvolveu um programa de "desintoxicação digital".

O paciente mais jovem é uma criança de quatro anos, do Reino Unido, que está a receber tratamento por estar viciada no iPad. Começou a terapia devido ao comportamento compulsivo que demonstrava quando lhe era tirado o dispositivo, que usava aproximadamente quatro horas por dia. A iniciativa partiu dos pais que, segundo o jornal inglês The Telegraph, viam a filha "angustiada e inconsolável".

O primeiro programa de dependência de tecnologia foi lançado pelo médico Richard Graham, no Reino Unido, há três anos. O programa tem o nome de "Digital Detox" e é dirigido pelo médico na clínica Capio Nightingale em Londres. Tem um custo de £16.000 (aproximadamente 18 mil euros) e uma duração de 28 dias.

Um em cada sete dos pais questionados pelo site babies.co.uk admitiu deixar o filho usar aparelhos tecnológicos por, pelo menos, quatro horas por dia.

O número de pessoas que se tornaram dependentes de novas tecnologias aumentou 30% nos últimos três anos, segundo alguns psiquiatras e os viciados apresentam os mesmos sintomas de alcoólicos ou toxicodependentes, com efeitos sobretudo nas relações sociais.