Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Garrett McNamara recusou surfar na Nazaré por razões de segurança

Sociedade

  • 333

O surfista havaiano Garrett McNamara, que em janeiro deste ano surfou uma onda que se acredita ter chegado aos 30 metros, tentou hoje superar-se novamente na Praia do Norte, na Nazaré, mas recusou surfar por segurança. REVEJA O VÍDEO DA ONDA GIGANTE 

(A onda surfada por Garrett McNamara em janeiro)

"Estava muito grande para mim. Não me senti seguro", disse McNamara, que ainda tentou surfar uma onda gigante, mas como não conseguiu acabou apenas por dar apoio aos surfistas brasileiros que tentaram o seu recorde.

O surfista havaiano, de 46 anos, lamentou ainda o incidente com Maya Gabeira, de 26 anos, reconhecendo que a brasileira, apesar de ter sido hospitalizada depois de cair inanimada numa onda, acabou por ter sorte. "Ela caiu no único sítio onde ninguém quer cair, ela teve muita sorte em não ter ido para as rochas", referiu McNamara.

O havaiano assegurou que vai continuar à espera de uma boa onda na Nazaré durante esta semana, apesar de admitir os riscos. "Este lugar é mais poderoso do que em qualquer outra parte do mundo, é muito perigoso, mas também desafiante. Eu vejo qual será a melhor onda e espero pela segunda ou pela terceira, porque, se correr mal, assim não levo com as ondas na cabeça. O segredo é estar concentrado e só surfar se for para me divertir", frisou McNamara.

Em 1 de novembro de 2011, Garrett McNamara bateu pela primeira vez o recorde da maior onda surfada, com um registo certificado pelo livro dos recordes do Guiness. Esta mesma onda valeu-lhe o prémio de maior onda da competição Billabong XXL Global BigWave Awards.

O havaiano continuou a tentar a sorte na Nazaré, tendo surfado, em 28 de janeiro de 2013, uma onda que se acredita possa ter chegado aos 30 metros. No entanto, McNamara retirou-a do concurso da Billabong, por ser "fortemente contra" o consumo de álcool, e este ser patrocinado pela cerveja mexicana Pacífico. 

Na altura, McNamara realçou o seu gosto pelo surf, considerando que não necessitava que um painel da Billabong medisse a dimensão da onda.

Esta manhã, a brasileira Maya Gabeira, de 26 anos, ficou inanimada após cair numa onda gigante na Praia do Norte, onde, já este mês, surfou uma onda que candidatou à categoria feminina dos prémios Billabong XXL, um galardão que já venceu cinco vezes.

Depois deste incidente, o brasileiro Carlos Burle poderá ter conseguido superar o recorde de McNamara, também na Praia do Norte, na Nazaré.