Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Fumadores temem mais as rugas e a impotência do que o cancro

Sociedade

  • 333

É o receio de ficar com rugas, no caso das mulheres, ou impotente, no caso dos homens, e não o risco de cancro, que pesa mais na hora de decidir deixar de fumar, concluiu um estudo britânico

Apesar dos significativos riscos para a saúde, incluindo problemas cardíacos e cancro, a maioria dos fumadores que decidiu deixar o vício fê-lo mais por outras razões do que propriamente pelo receio de uma morte precoce. E no topo da lista de razões estão a preocupação com os efeitos do tabaco na pele e no desejo sexual. 

As conclusões são de um estudo desenvolvido na Universidade britânica de Saint Andrews, que, esperam os especialistas, poderão agora ajudar a criar campanhas anti-tabágicas mais eficientes.

Num país com 10 milhões de fumadores, um dos responsáveis pelo estudo, Brian Williams, mostra-se convicto que oito em cada 10 viciados no tabaco querem deixar o hábito. " Visar grupos com imagens de assuntos que digam respeito diretamente às suas preocupações pode ser mais eficaz", acredita.

Para a investigação, Williams e os seus colegas analisaram mais de 19 mil respostas a um inquérito nacional online sobre as campanhas com imagens fortes nos maços de tabaco sobre os malefícios do cigarro.