Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Duarte Lima vai continuar em prisão domiciliária com pulseira eletrónica

Sociedade

  • 333

O Tribunal Criminal de Lisboa prolongou o regime de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, aplicado a Duarte Lima, um dos arguidos no processo relacionado com aquisição de terrenos no concelho de Oeiras

No despacho, datado de segunda-feira, a juíza Filipa Valentim, da 7ª vara criminal de Lisboa, considera que "não foram apresentados elementos que justificasse uma alteração" da medida de coação imposta a Duarte Lima, acusado de três crimes de burla qualificada, dois de branqueamento de capitais e um de abuso de confiança agravado.

A medida restritiva de liberdade aplicada ao antigo líder parlamentar do PSD, com a duração de três meses, será revista novamente em maio.