Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cometa ISON pode ter sobrevivido a 'mergulho' junto ao Sol

Sociedade

  • 333

Primeiro, parecia claro que aquele que é considerado o "cometa do século" se tinha desintegrado ao aproximar-se do Sol. Mas agora novas imagens, que mostram um rasto luminoso, trazem a dúvida: o ISON sobreviveu? VEJA O VÍDEO

As notícias da "morte" do cometa ISON podem ter sido "claramente exageradas". Os cientistas acreditam que o objeto, ou pelo menos parte, possa ter sobrevivido à aproximação ao Sol.

"Parece-nos agora que alguma parte do núcleo do ISON conseguiu, de facto, passar pela corona solar e reemergiu", afirma Karl Battams, especialista em cometas do Laboratório de Investigação Naval dos EUA, em declarações à CNN.

"Agora temos de observar os próximos dias para tentar perceber o seu comportamento", acrescenta.

O ISON passou a menos de 1.200 quilómetros da superfície do Sol, por volta das 19h00, hora de Lisboa, um "mergulho" a que assistiram vários satélites da NASA e da Agência Espacial Europeia (AEE).

Na altura, os cientistas ficaram com a ideia de que o cometa se tinha desfeito e a AEE anunciou mesmo a sua morte no Twitter. Já esta sexta-feira de manhã, emenda: o ISON "continua a surpreender".

As imagens divulgadas esta sexta-feira mostram o cometa a avançar em direção ao Sol e depois algo, que se presume ser o ISON, a emergir do outro lado.

A possibilidade está a animar astrónomos de todo o mundo, com alguns a a chamar ao ISON um "cometa zombie" e outros a lembrarem uma velha piada: "Os cometas são como os gatos: têm caudas e fazem o que querem". As sete vidas serão mais uma coisa em comum?