Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cientistas criam vírus que 'mata' o cancro

Sociedade

  • 333

Um vírus geneticamente modificado foi criado para matar tumores e prevenir o crescimento de novos. Testada em 30 doentes em fase terminal da doença, a terapia prolongou "significativamente" o seu tempo de vida

"Pela primeira vez na história da medicina demonstrámos que um vírus geneticamente manipulado pode melhorar a sobrevivência de doentes com cancro", congratula-se domingo David Kirn, co-autor do estudo, de um laboratório californiano, à agência France Presse.

Os 16 doentes que receberam uma dose elevada da terapia sobreviveram em média 14,1 meses, contra 6,7 meses dos 14 restantes pacientes que receberam uma dose mais baixa.

O tratamento com "Pexa-Vec", assim se chama a terapia, usa um tipo geneticamente modificado de vírus que ataca os tumores para induzir uma resposta imunitária ao cancro. Segundo Kirn, o vírus replica seletivamente as células cancerígenas para desencadear um "efeito anti-tumor".

Alguns dos efeitos secundários possíveis incluem sintomas semelhantes aos da gripe e má-disposição e vómitos.

Apesar do otimismo, os autores do estudo reconhecem que será necessário fazer um estudo mais alargado e seguir os 120 doentes que estão a participar já do ensaio clínico.