Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Chamas atingiram painéis de gravuras rupestres de Foz Côa

Sociedade

  • 333

O incêndio de Vila Nova de Foz Côa atingiu painéis de arte rupestre do Parque Arqueológico, mas nenhum dos núcleos acessíveis a visitas foi tocado pelo fogo

"Até agora, os núcleos com arte rupestre que estão acessíveis à visita pública não foram tocados pelo fogo. Há áreas com painéis de rocha com arte rupestre inventariados onde o fogo passou", referiu Fernando Real, presidente da Côa Parque - Fundação para a Salvaguarda e Valorização do Vale do Côa, que gere o Parque Arqueológico do Vale do Côa (PAVC) e o Museu.

O responsável indicou que "a avaliação do estado [das gravuras] só poderá ser feito após o rescaldo do incêndio".

O incêndio não inviabilizou as visitas aos núcleos de gravuras rupestres que se processam "com a normalidade habitual", acrescentou Fernando Real.