Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cavaco espera que Governo "explore até limite" diálogo com professores

Sociedade

  • 333

O Presidente da República disse, em Estrasburgo, esperar que "até à última hora" seja evitada uma greve prejudicial para os jovens

O Presidente da República disse, em Estrasburgo, esperar "que o Governo explore até ao limite as possibilidades de diálogo com os sindicatos" de professores, confiando "até à última hora" que seja evitada uma greve prejudicial para os jovens.

Falando numa conferência de imprensa conjunta com o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, depois de discursar no hemiciclo de Estrasburgo, Cavaco Silva, ao ser questionado sobre a greve de professores prevista para 27 de maio, voltou também a lamentar que os jovens e crianças sejam "utilizados como meios para alcançar fins", já que "não têm culpa destas divergências que se verificam entre o Governo e os sindicatos".

"Eu espero que o Governo explore até ao limite as possibilidades de diálogo com os sindicatos. Tem sido muito importante aquilo que foi conseguido e é preciso preservar no âmbito da concertação social. Mas também disse, e repito, que, quando se convoca uma greve, um direito constitucional que não pode deixar de ser respeitado, é preciso ter em atenção aqueles que são afetados", disse.