Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cafeína equivalente a cinco cafés já é dose perigosa

Sociedade

Especialistas apontam os 400 miligramas de cafeína como a dose "limite". A partir de cinco cafés, a saúde pode sofrer consequências mais ou menos graves

Beber cinco "bicas" por dia pode ser perigoso para a saúde. O alerta é feito pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos, que aponta as 200 miligramas de cafeína (entre dois a três expressos) como a dose recomendada para adultos saudáveis. Este também é o limite de segurança para grávidas e mulheres que amamentam.

Uma das conclusões apresentadas neste estudo é que o café do tipo expresso e o café de filtro apresentam diferentes níveis de cafeína: se uma chávena de 60 mililitros (ml) do primeiro contém 80 miligramas (mg), um copo de 200 ml do segundo contém 90 mg. O estudo analisou a segurança do consumo de cafeína a pedido da Comissão Europeia, e concluiu que em cada quilo de peso corporal devem estar presentes apenas três miligramas desta substância.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos afirma que um consumo de cafeína até 400 mg por dia não deve ter consequências na saúde de adultos saudáveis. No entanto, a organização alerta para a sua presença em outras substâncias: uma lata de bebida energética contém 80 mg, uma lata de 355 ml de cola contém 40 mg, uma barra de 50 gramas de chocolate contém 25 mg e uma barra de 50 gramas de chocolate de leite contém 10 mg.

O estudo analisou os hábitos de consumo de mais de 66 mil pessoas de 22 países europeus, e verificou que um terço dos dinamarqueses, 17% dos holandeses e 14% dos alemães ultrapassam os 400 mg por dia.

Adultos que consomem muita cafeína podem sofrer ansiedade e problemas relacionados com o sono, enquanto as crianças também podem revelar alterações no comportamento. A autoridade recomenda que o nível de cafeína seja inferior ao dos adultos e destaca a presença da substância em bebidas achocolatadas (o que pode ter provocado uma superestimação dos resultados alcançados nesta faixa etária).