Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Auto-retrato de Rembrandt autenticado

Sociedade

  • 333

Reprodução National Trust

Um misterioso retrato doado a uma instituição de caridade britânica, como parte de um lote de várias pinturas, é na verdade uma obra do mestre holandês Rembrandt Van Rijn - avaliada em mais de 23 milhões de euros.

Durante anos, a pintura datada de 1635, que retrata Rembrandt com 29 anos, era dada como autoria de um dos seus alunos.

Esta era a conclusão do especilista Horst Gerson em 1968 e que viria a ser corroborada, durante anos, pelos responsáveis do projeto de pesquisa Rembrandt.  

O historiador de arte, Van de Wetering, que faz parte desse grupo de pesquisa, explicou que a decisão de atribuir a autoria da obra a um dos alunos de Rembrandt aconteceu por causa do que era conhecido do estilo do pintor em 1968, mas que depois de novas pesquisas, se chegou à conclusão de que a obra é, na verdade, um auto-retrato.

"Nos últimos 45 anos, nós fomos desenvolvendo mais conhecimento acerca dos auto-retratos de Rembrandt e das alterações no seu estilo" reconhece Van de Wetering.

A pintura foi doada à National Trust (que tem a missão de preservar os locais e as obras de interesse público no Reino Unido) em 2010 e colocada nas paredes da abadia de Buckland, em Devon.

O National Trust diz que as novas análises feitas pelo historiador, através de raio-x, bem como provas circunstanciais, encontraram fortes evidências de que o quadro se trata na verdade, de um auto-retrato.  

O quadro não será vendido, garante a fundação, sublinhando que irá preservar a obra em nome da nação britânica.

A obra será agora submetida a exames mais minuciosos, incluindo radiografias, análises aos pigmentos da pintura e testes infravermelhos. 

Rembrandt Harmenszoon van Rijn, morreu em 1669, com 63 anos. É considerado um dos maiores nomes da arte europeia. O artista terá pintado entre 40 a 50 retratos de si próprio.