Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

As paredes têm olhos

Sociedade

  • 333

Na Grande Lisboa, vão ser instaladas 203 câmaras de videovigilância. A autarquia de Vila Franca de Xira também já manifestou interesse no equipamento. Saiba como o sistema funciona

Uma das passagens superiores pedonais que ligam a cidade de Vila Franca de Xira ao caminho ribeirinho está encerrada ao público desde que o local foi considerado pouco seguro. O sentimento de insegurança levou a autarquia a contactar a PSP para avaliar a possibilidade de serem instaladas câmaras de videovigilância na zona. Este é o mais recente dos pedidos que chegaram à secretária do intendente Luís Elias, segundo comandante da PSP de Lisboa.  

Calcula-se que, no futuro, surjam outras solicitações do género, depois de, recentemente, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) ter anunciado a instalação de 27 câmaras nas exíguas e animadas ruas do Bairro Alto. O projeto, assegurado pela empresa nacional Navserver, custou 205 mil euros aos cofres da autarquia e deverá ficar concluído até ao final de abril. Nessa altura, todos os brindes, gargalhadas, correrias, abraços entre amigos, namorados, conhecidos, amantes vão ficar registados. Mas também, assim espera a polícia, os assaltos, as agressões e o tráfico de droga e de armas. "As câmaras não substituirão a polícia.

Trata-se de uma ferramenta de dissuasão, reação e investigação", explica Luís Elias. O equipamento funcionará entre as 22 e as 7 horas, e será gerido por agentes da esquadra do Bairro Alto e do Centro de Comando e Controlo. Esses polícias ficam responsáveis pelo visionamento das imagens. "Vão estar mais atentos às câmaras colocadas em zonas sensíveis", acrescenta o intendente. 

Big brother na rua

Objetiva rotativa com visão noturna

Imagens HD a cores

O zoom da imagem facilita a identificação de pessoas

Equipamento controlado à distância por agentes da PSP

Filtro digital impede a gravação de imagens no interior de edifícios

Não grava som

As imagens podem ser guardadas durante 30 dias 

Leia o artigo completo na revista VISÃO desta semana