Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

As aplicações e acessórios mais estranhos para smartphones

Sociedade

  • 333

Pulseiras que brilham com cores diferentes consoante quem envia um e-mail ou uma mensagem no Facebook, testes à urina e até capas com taser incorporado são algumas das aplicações disponíveis para quem tem um iPhone ou outro smartphone

Embrace+
1 / 10

Embrace+

Capa equipada com taser
2 / 10

Capa equipada com taser

uCheck
3 / 10

uCheck

Ugly Meter
4 / 10

Ugly Meter

Remotoscope
5 / 10

Remotoscope

iAmAMan
6 / 10

iAmAMan

iGotYa
7 / 10

iGotYa

WordLens
8 / 10

WordLens

Baby Shaker
9 / 10

Baby Shaker

iAugment
10 / 10

iAugment

Embrace+

Esta aplicação em forma de pulseira avisa-o quando é que a sua mulher está a ligar ou quando a sua celebridade favorita enviou um tweet. A Embrace+ liga-se ao iPhone ou Android através de Bluetooth e pode ser programada para brilhar com diferentes cores dependendo de quem manda e-mail, escreve um tweet ou uma mensagem de Facebook. Dura dez dias com um único carregamento e são esperados 100 alertas diários. Esta pulseira custa cerca de 35 euros.

Capa equipada com taser

Uma empresa norte-americana está a vender a primeira capa para iPhone com um taser integrado, ou seja, uma arma de eletrochoque. A arma chamada Yellow Jacket tem 650 mil volts e, de acordo com o site, é capaz de deter um homem adulto. O custo inicial do projeto era de 100 mil dólares, mas rapidamente se atingiu esse valor e as unidades colocadas à venda esgotaram em pouco tempo. O criador deste produto, Seth Froom, resolveu avançar após ter sofrido um violento assalto em casa. Atualmente, a capa para o iPhone 4S está em pré-venda no site da empresa por 160 euros. É preciso lembrar que esta capa não é permitida em todos os países. Portugal proíbe o uso de armas de eletrochoque.

uCheck

Partindo do princípio que "toda a gente urina e toda gente anda com um telemóvel", nas palavras do cofundador da Biosense Technologies, que desenvolveu a aplicação, a "uCheck" apresenta-se como uma forma acessível e prática de detetar alguns problemas de saúde. A nova aplicação permite que os utilizadores façam os seus próprios testes à urina. É preciso mergulhar uma tira de teste, desenvolvida para este feito, e colocá-la numa espécie de tapete fornecido. Após fotografar a tira, a aplicação vai analisar a imagem e fazer um diagnóstico. A aplicação vai estar disponível no final do mês de março, a partir da loja da Apple, e deverá custar 15 euros, incluindo o tapete e cinco tiras de teste.

Ugly Meter

Esta é uma aplicação que, ao fotografar-nos, diz-nos, numa escala de 1 a 10, quão feios somos. O Ugly Meter analisa os contornos da nossa cara e lança frases como: "Tu és tão feia que podias fazer um olho de vidro chorar". A aplicação, que está à venda na loja da Apple por 89 cêntimos, foi um sucesso na China e nos EUA. Os responsáveis pelo seu desenvolvimento afirmam ter feito mais de 380 mil euros.

Remotoscope

A Apple resolveu desenvolver um detetor de infeções nos ouvidos para o iPhone. Os pais que querem usar esta aplicação têm apenas que colocar o aparelho no interior dos ouvidos dos filhos e enviar as imagens e vídeos obtidos para o médico. A data de lançamento ainda é desconhecida.

iAmAMan

Esta aplicação é pensada para os homens e promete ajudar a planear a vida privada. Através do iAmAMan poderá saber o calendário de menstruação da sua companheira e o seu humor. De acordo com estas informações será mais fácil gerir encontros. A aplicação custa apenas 1,5 euros.

iGotYa

Esta aplicação é uma versão menos legal do "Find My Phone" da Apple que permite localizar o smartphone. Quando roubado e após uma tentativa de introduzir o código errado, é tirada uma fotografia do ladrão e enviada para o dono do telemóvel. Para utilizar o iGotYa é necessário fazer um "jailbreak", processo, entretanto legalizado, que permite que os aparelhos com sistema iOS executem aplicações não-autorizadas pela Apple.  

WordLens

Se tiver um iPhone ou um Android esta aplicação pode ser útil para si. O WordLens usa a sua câmara fotográfica do smarphone para reconhecer texto e traduzir para inglês, espanhol, francês ou italiano. Nem todas as frases traduzidas fazem muito sentido gramaticalmente mas é o suficiente para perceber sinais de estrada ou menus de restaurantes. A aplicação é gratuita.

Baby Shaker

Esta foi uma das aplicações mais polémicas da Apple. O Baby Shaker permitia aos utilizadores silenciarem um desenho de um bebé virtual abanando o telemóvel até parar de gritar. Assim que acalmava surgiam cruzes vermelhas nos olhos da criança indicando que estava morto. O jogo foi rapidamente retirado do mercado após a contestação das associações de pais. Consideraram a aplicação ofensiva e perigosa por estarem a incentivar o síndrome de bebé sacudido, consequência de maus tratos ao bebé.

 iAugment

As mulheres que estiverem interessadas em aumentar o peito podem apreciar esta aplicação. O iAugment é uma ferramenta gratuita que permite aumentar o tamanho do busto nas fotos. A aplicação é dirigida a mulheres que estão a pensar submeter-se a uma cirurgia mas que antes querem ter uma ideia de como vão ficar. Esta criação de um cirurgião plástico permite simular 17 tamanhos diferentes de implantes. Apenas tem que se tirar uma fotografia em soutien ou fato de banho e escolher o implante virtual. Para voltar ao tamanho original basta abanar o telemóvel.