Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Apple propõe devolver 75 milhões de euros por downloads feitos por crianças

Sociedade

  • 333

A empresa assume a culpa no caso das crianças que aumentaram as contas dos pais ao fazerem downloads pagos sem autorização através do iTunes 

A Apple propõe pagar cerca de 75 milhões de euros aos clientes que viram as contas dos cartões de crédito aumentarem com os downloads de aplicações para o iPhone ou iPad realizados pelos filhos.

Estas aplicações são jogos gratuitos para crianças que obtêm receita com a venda de itens virtuais. A indemnização será recebida pelos 23 milhões de clientes afetados em forma de vouchers da loja do iTunes.

A ação coletiva, que foi imposta à Apple em 2011, foi consequência do sistema operacional iOS que permitia que fossem feitas compras até 15 minutos após a inserção de uma senha sem uma nova verificação. São relatados casos de crianças que gastaram mais de 300 dólares para manter peixes virtuais.

A empresa compromete-se a devolver, em forma de voucher, valores gastos entre os 3 e os 22 euros sem conhecimento ou permissão e a possibilidade de pedir o dinheiro de volta nos casos que ultrapassem estes valores. Os pais têm é que provar que os filhos compraram itens virtuais e que não tiveram acesso a nenhuma palavra-chave da Apple.

A ação está a decorrer no tribunal da Califórnia e é apenas válida para utilizadores americanos e britânicos da loja do iTunes. O acordo precisa ainda da aprovação de um juiz federal. Se for o caso, a Apple vai começar a aceitar queixas e a fazer pagamentos até ao início de 2014.