Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Angelina Jolie anuncia ter feito dupla mastectomia para reduzir risco de cancro

Sociedade

  • 333

Reuters

A atriz conseguiu manter em segredo os três meses de intervenções cirúrgicas, depois os médicos lhe terem comunicado que tinha 87% de hipóteses de vir a ter cancro da mama. Agora, assina um artigo no The New York Times a explicar a decisão

Numa carta publicada esta terça-feira no The New York Times, Angelina Jolie anuncia que se submeteu a uma dupla mastectomia para reduzir a probabilidade de desenvolver cancro, devido aos seus antecedentes familiares.

A atriz norte-americana, de 37 anos, explica que a sua mãe morreu aos 56 anos, vítima de cancro, e que os filhos lhe perguntaram se lhe podia acontecer o mesmo. "Sempre lhes disse que não se preocupassem, mas a verdade é que sou portadora de um gene 'defeituoso', o BRCA1, que aumenta drasticamente o meu risco de desenvolver cancro da mama e do ovário", escreve.

Com os médicos a avançarem com um risco de 87% para o cancro da mama e 50% para o do ovário, Angelina Jolie decidiu ser "proativa e minimizar o risco".

A atriz explica que terminou três meses de intervenções médicas no passado dia 27 de abril. Durante esse período conseguiu manter a decisão em segredo, mas optou por escrever agora na esperança "que outras mulheres possam beneficiar" da sua experiência.

Admitindo que o processo teve algumas etapas dolorosas, a estrela de Tomb Raider congratula-se com a descida de 87 para 5% de hipóteses de vir a ter cancro da mama.

"Não me sinto nada menos mulher", acrescenta, salientado o apoio do companheiro, o também ator Brad Pitt.