Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ajuda em rede

Sociedade

Bernando Teixeira Motta, do Movimento 1 Euro, Rita Ferro Rodrigues, das Trocas de Amor, e Fernando Chaves, dos Bens de Utilidade Social

A net é uma ferramenta cada vez mais poderosa para quem quer ajudar ou precisa de ser a poiado. Há, até, projetos que só funcionam online

A imagem dos peditórios na rua já é quase um anacronismo. Ao contrário da net que se tornou um espaço indispensável para os movimentos cívicos e instituições de solidariedade social divulgarem os seus projetos e captarem novos apoios. Dos mais tradicionais aos mais inovadores, encontramos de tudo. Segue-se um cardápio.

O portal de doação do Banco Alimentar tem vindo a angariar cada vez mais bens.

Com um simples clique, escolhem-se os artigos que se pretende entregar e efetua-se a compra, sem precisar de sair de casa.

Uma das grandes recolhas anuais está agora em curso, até 4 de dezembro. E foi introduzida uma novidade os "cabazes família", com um valor unitário de 10 euros.

Aqui faz-se a ponte entre quem possui em casa artigos de que já não precisa e as instituições que aguardam bens para distribuir pelos mais carenciados. A funcionar desde 2006 pelas mãos de Fernando Chaves, a BUS conseguiu atribuir perto de 8 mil bens, em 2010. O site é uma preciosa ferramenta de encontro, para os doadores.

Depois, uma carrinha faz a recolha ao domicílio.

No seu segmento, a BVS é já a segunda maior do mundo e a mais importante da Europa. Aqui, instituições previamente selecionadas conseguem obter financiamento para os seus projetos sociais, depois de se apresentarem, virtualmente, aos potenciais investidores.

Os doadores podem adquirir ações sociais, entregando os donativos à BVS, através da qual acompanham o destino do seu dinheiro, mediante relatórios de resultados e de impacto.

Ponto de encontro para quem quer ser voluntário e quem precisa de ajuda.

Funciona, em exclusivo, via net, e permite uma atualização, em tempo real, das necessidades de voluntários no País.

Foi agora acrescentada uma área para programas desenvolvidos por empresas e organizações, envolvendo os seus colaboradores e comunidades locais. Tem, ainda, um espaço de doações online, de artigos para o lar.

Francisco Lima, um diretor comercial, criou a Carrinha Solidária, veículo alugado para recolher todo o tipo de artigos que haja em casa para dar. Após uma ampla divulgação pela net e pelo comércio local, a carrinha estaciona, durante uma semana, numa determinada localidade.

O que é recolhido será entregue a uma instituição previamente escolhida. A partir de 10 de dezembro, a carrinha estacionará em Oeiras.

Dirigido aos jovens, propõe-se incentivar grupos de amigos a criar projetos e clubes ligados a causas sociais específicas, que contribuam para a melhoria das comunidades onde vivem. Os mentores do site sugerem ideias que podem ser adaptadas ou comprometem-se a financiar projetos únicos. Mas as ideias, divulgadas no site, podem sempre atrair novos investidores.

São também anunciadas oportunidades de voluntariado.

Em torno de apenas um euro, um grupo de amigos, liderado por Bernardo Teixeira Motta, conseguiu dar vida a um pequeno movimento de apoio a instituições sociais.

Cada pessoa contribui com um euro e, todos os meses, entre as organizações candidatas à ajuda, os doadores elegem uma delas, à qual é entregue o valor angariado.

Focada no apoio aos sem-abrigo e às comunidades mais vulneráveis, esta recémcriada plataforma desencadeia iniciativas que procuram envolver todos os cidadãos na resolução de problemas. Tem agora a decorrer um projeto de emprego para 150 sem abrigo, e outro de apoio a profissionais das forças de segurança, incluindo bombeiros.

Procura-se, aqui, fazer a ponte entre cidadãos que têm ideias de intervenção e de ajuda social e investidores que buscam projetos para apoiar. O conceito, conhecido por crowdfunding, conquista crescentes adeptos. Trata-se de seduzir mecenas através de boas ideias.

Projeto liderado pela apresentadora de TV Rita Ferro Rodrigues, funciona, em exclusivo, através do Facebook e de forma simples. Quem possui algo para dar, deixa aqui uma fotografia do que tem disponível e a morada, tornando mais fácil o acesso de quem precisa.