Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

VISÃO publica nova investigação jornalística financiada por bolsa da Gulbenkian

Sociedade

No próximo ano, a VISÃO voltará a publicar um trabalho de fôlego financiado pelas Bolsas de Investigação Jornalística da Fundação Calouste Gulbenkian. Já são conhecidos os vencedores da segunda edição

A mais recente edição da VISÃO Biografia revela uma investigação inédita sobre as ajudas de Amália Rodrigues à oposição durante o regime do Estado Novo. Um trabalho de fundo, da autoria do Grande Repórter da VISÃO Miguel Carvalho, financiado com o apoio da primeira edição das Bolsas de Investigação Jornalística da Fundação Calouste Gulbenkian.

Agora, a segunda edição da atribuição destas mesmas bolsas voltou a premiar um jornalista da VISÃO – Vânia Maia –, que irá publicar uma nova investigação nas páginas da VISÃO, com o apoio da Gulbenkian, no próximo ano.

Ao todo, foram atribuídas doze bolsas aos jornalistas: António Caeiro, Cláudia Marques Santos, Isabel Lindim, Paulo Anunciação, Paulo Moura, Paulo Pena, Pedro Coelho, Raquel Moleiro, Ricardo Dias Felner, Sofia da Palma Rodrigues, Tiago Carrasco e Vânia Maia.

Onze trabalhos serão publicados na imprensa e apenas um será exibido na televisão.

O júri, que avaliou 50 propostas de investigação, era composto por António Granado (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa), Cândida Pinto (RTP), Cristina Ferreira (Público), João Garcia (jornalista) e José Pedro Castanheira (jornalista).

Na primeira edição foram atribuídas dez e não doze bolsas, tendo já sido publicados quatro dos projetos vencedores.

As bolsas foram criadas no ano passado com o objetivo de financiar investigações jornalísticas sobre temas como política, economia, questões sociais, culturais ou históricas, “desde que diretamente relacionadas com Portugal e com os portugueses”.

No ano em que se celebram 150 anos do nascimento de Calouste Gulbenkian, a Presidente da Fundação, Isabel Mota, destaca, num comunicado enviado às redações, que “o jornalismo de qualidade é vital para uma sociedade democrática esclarecida e para a construção de um futuro melhor. A informação, credível, clara e objetiva é crucial para a leitura e análise do mundo real.”

Aproveite a campanha Ler e Viver e receba o valor gasto na assinatura em experiências à escolha