Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estudo estima que a arte feita por mulheres represente apenas 2% dos gastos mundiais em leilões

Sociedade

Yayoi Kusama

Jeremy Sutton-Hibbert/Getty Images

O mundo da arte continua a ser dominado por homens, indica uma análise de um site especializado em arte

De acordo com um relatório da agência especializada em arte In Other Words e o site artnet, nos últimos dez anos a representação feminina no mundo das artes não demonstrou qualquer crescimento. Durante esse período, do valor total gasto em obras de arte em leilões da especialidade, apenas 2% foi para trabalhos realizados por mulheres. E,desse valor, um quarto foi para obras da artista japonesa Yayoi Kusama.

O estudo baseou-se numa análise a 26 museus e instituições de arte dos EUA, assim como ao mercado global de arte entre 2008 e 2018. Verificou-se ainda que apenas 11% das aquisições de arte para coleções permanentes eram de mulheres, sendo que somente 14% das exposições eram de artistas solo ou grupos de artistas femininas.

A diretora executiva da artnet News, Julia Halperin, expressou ao The Guardian o seu desagrado ao ter verificado o quão baixos os números revelaram ser. Acrescentou ainda que é importante reconhecer que o problema existe e que ainda há um longo caminho pela frente até atingir a igualdade entre os géneros.

ASSINE POR UM ANO A VISÃO, VISÃO JÚNIOR, JL, EXAME OU EXAME INFORMÁTICA E OFERECEMOS-LHE 6 MESES GRÁTIS, NA VERSÃO IMPRESSA E/OU DIGITAL. Saiba mais aqui.