Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Esqueça os podcasts ou a música tranquila: o seu treino pode render muito mais com a música certa

Sociedade

Getty Images

Uma experiência concluiu que os treinos de curta duração e alta intensidade ao som de ritmos positivos e energéticos têm mais vantagens do que imagina. E para o caso de não saber o que ouvir na próxima sessão, preparámos-lhe uma playlist

Estão na moda e é quase impossível evita-los no ginásio. Os treinos físicos de curta duração mas com altos níveis de intensidade ganharam recentemente muita popularidade, principalmente pela falta de tempo para treinar de que as pessoas atualmente dispõem.

Um estudo levado a cabo por especialistas em desporto e saúde da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, tentou perceber quais os efeitos físicos e psicológicos da música nos praticantes de treino curto e intenso. Para isso, propôs a um grupo de homens e mulheres uma sessão de treino “HIIT” (High Intensity Interval Training, que significa treino intervalado de alta intensidade). Esta sessão consistia em exercícios de 20 segundos em bicicleta com alta intensidade, intercalado com intervalos de dois minutos.

Foram testadas sessões ao som de música upbeat (de ritmo acelerado e "positivo"), ao som de um podcast e sem som. Durante e após cada sessão, os cientistas acompanharam os batimentos cardíacos, a produção de energia e a opinião das pessoas sobre o exercício.

Os resultados não deixaram margem para dúvidas: tanto ao nível de medição dos indicadores como ao nível de feedback dos participantes, o exercício ao som da música revelou-se mais intenso, eficaz e provocou mais prazer. Tanto física como psicologicamente, a música ajudou-os a elevar o ritmo e a intensidade do treino sem que se apercebessem disso, quando comparados os resultados entre as sessões.

É comum as aulas de grupo nos ginásio acontecerem ao som deste tipo de música, uma vez que a ideia de que impulsos deste género têm efeitos psicológicos não é propriamente nova na comunidade científica. O que surpreendeu nesta experiência foi a vertente física dos resultados. Além disso, Matthew Stork, um dos autores, considera interessante o facto de o podcast não surtir qualquer efeito nos participantes.

Já sabe o que tem de fazer para aumentar o rendimento na sua próxima sessão de exercício. Mas para que não lhe falte mesmo nada, a VISÃO preparou-lhe uma lista de dez músicas para estimular o seu treino.