Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo filme da Netflix não cai bem ao turismo espanhol: "É uma visão muito antiquada" e cheia de "clichés"

Sociedade

"Mistério a Bordo" é acusado pelos responsáveis do turismo espanhol de apresentar um retrato da cidade de Málaga cheio de clichés e antiquado. O responsável do departamento de turismo da região censurou a falta de pesquisa para o filme e convidou a produtora para ir conhecer devidamente a cidade

"Mistério a Bordo" é o mais recente filme da Netflix a bater o recorde de espetadores. Só no primeiro fim-de-semana, 30 milhões de pessoas assistiram à comédia, e thriller, dirigida por Kyle Newacheck. No entanto, o departamento do turismo espanhol não ficou satisfeito com o retrato da cidade de Málaga.

A comédia centra-se num casal americano, interpretado por Jennifer Aniston e Adam Sandler, que viaja pela Europa. Quando chegam a Málaga, são recebidos por uma cigana com um vestido flamenco, um homem com uma guitarra e um guia com um traje vermelho e amarelo, as cores da bandeira espanhola. Além disso, o guia viaja num autocarro velho, e no qual se pode ler "Gonzales Tour", ou seja, o nome espanhol "González" é escrito incorretamente.

Fátima Oliva, porta-voz do turismo da Costa del Sol, afirma que "a imagem deste filme não tem nada a ver com o que é realmente a Costa del Sol". "Estamos mais surpreendidos do que indignados. É uma visão muito antiquada da vida aqui, com uma cigana no aeroporto e tudo mais. Málaga tem 37 museus e tornou-se um importante destino turístico cultural", conta.

O filme foi gravado em Montreal, no Canadá, e em várias cidades em Itália. Por essa razão, Olivia considera que "talvez eles [os produtores] nunca tenham estado aqui", "ou simplesmente preferem brincar com clichés". "É por isso que os convidamos a virem ver por si mesmos", acrescenta.

Arturo Bernal, diretor-geral do departamento de turismo da Costa del Sol, também admitiu estar "surpreso" com o retrato porque, afirma: "as coisas aqui não são assim".