Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Restaurante serve pizza com "carne falsa" e muitos clientes dizem-se enganados

Sociedade

Randy Harris/Getty Images

Uma cadeia de restaurantes na Nova Zelândia decidiu vender pizzas com "carne" de origem vegetal, chamando-a "pizza hambúrguer", sem informar previamente os clientes. Muitos consumidores sentiram-se enganados

A Hell Pizza lançou a Burger Pizza - supostamente, uma pizza com cobertura de "hambúrguer". Depois de terem vendido cerca de 3 mil pizzas a cadeia de restaurantes revelou que a carne era, na verdade, de origem vegetal. Ou seja, não era carne.

O ingrediente foi feito pela Beyond Meat, uma empresa que se dedica à produção de um substituto da carne através de proteínas vegetais - geralmente ervilhas, feijão e arroz. Ben Cumming, gerente dos restaurantes, diz que o objetivo era "lançar um debate".

"Muitas pessoas ficam instantaneamente desanimadas com a ideia de carne falsa. Então tomámos a decisão de não revelar a origem da carne... porque estávamos tão confiantes de que elas iriam gostar", explica, em declarações à BBC.

A Hell Pizza afirma que o produto foi bem recebido. "Os clientes que experimentaram a pizza mostram a verdadeira reação do público, melhor do que o debate nas redes sociais." Muitos clientes sentem-se enganados e já se coloca a hipótese de um processo judicial por violação da lei do comércio justo. "O que é que um consumidor razoável vai supor se [a pizza] diz hambúrguer? Um consumidor razoável vai pensar que é carne", explica a advogada especializada em marketing Rae Nield.

Mas a cadeia de restaurantes não concorda que tenha violado nenhuma lei. "Nós não mentimos sobre o produto, nós chamámos ao produto "pedaços de hambúrguer", e os consumidores interpretaram isso da maneira que quiseram. Estamos muito confiantes de que não houve uma violação da lei do comércio justo", afirma Cumming, acrescentando que a Consumer NZ, uma empresa reguladora independente, "concorda".

"Um golpe destes é expectável vindo de alguém que não leva a sério os seus produtos e não se preocupa com os consumidores dos seus produtos. Qual seria a reação da Hell Pizza se uma pessoa morresse como consequência de uma reação alérgica a algo que comeram sem saber? A Hell Pizza precisa de fazer melhor. Não há necessidade de imporem os vossos ideais aos outros e esconderem-se atrás do marketing", fez notar um utilizador do Facebook, na página da cadeia de restaurantes.

"Que direito é que vocês têm de expor os clientes a hambúrgueres de feijão modificados. Além disso, o que é que iam fazer se o cliente fosse alérgico a um dos 42 ingredientes diferentes nesse hambúrguer da treta?", comentou outro.

A empresa de restauração afirma: "Se adicionar secretamente opções sem carne a uma pizza encorajar mais pessoas a terem uma mente aberta, estamos felizes por fazê-lo".

CONHEÇA A NOVA EDIÇÃO DIGITAL DA VISÃO. LEIA GRÁTIS E TENHA ACESSO A JORNALISMO INDEPENDENTE E DE QUALIDADE AQUI