Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

IP garante que "segurança não está em causa" na Ponte da Arrábida

Sociedade

Lucília Monteiro

A segurança da utilização da Ponte da Arrábida "não está em causa", garantiu hoje fonte da Infraestruturas de Portugal, referindo que os pedaços que se desprenderam da estrutura e caíram na marginal do Porto são "argamassa de revestimento"

O trânsito na marginal do Porto encontra-se cortado junto à Ponte da Arrábida, nos dois sentidos, devido ao desprendimento de "vários pedaços" da estrutura, que não provocaram, contudo, danos ou vítimas, informou hoje a Câmara do Porto.

Segundo a fonte da IP, a argamassa de revestimento que se desprendeu da Ponte da Arrábida "não afeta em nada a estrutura".

"A IP, em coordenação com a autarquia, vai definir qual o melhor momento" para intervir na Ponte, sendo que "qualquer intervenção vai obrigar a condicionar o trânsito", acrescentou.

A intervenção obrigará a colocar no tabuleiro da Ponte da Arrábida "um camião com uma estrutura com um braço", de modo a aceder às zonas afetadas (no arco), o que implicará condicionar o trânsito na via.

De acordo com a informação disponível na página da Internet da autarquia, "por precaução, apenas após a intervenção da Infraestruturas de Portugal (IP), dona da ponte, poderá ser reposta a circulação" naquela zona da rua do Ouro.

Contactada pela Lusa, fonte do gabinete de comunicação da autarquia precisou hoje que o trânsito na rua do Ouro está cortado entre a Rua Dom Pedro V e os Jardins do Calém.

Adiantou ainda que "a Proteção Civil Municipal e a IP reúnem esta manhã", pelo que remete mais informações para o final da reunião.

No 'site', a autarquia diz ainda que os seus serviços de proteção civil "atuaram de imediato, captando imagens com um drone e determinando a interdição da via e pedindo a intervenção da IP, responsável pela intervenção daquela obra de arte".

"A pronta intervenção dos serviços da Câmara" evitou "eventuais danos em viaturas ou pessoais", concluiu.

A Ponte da Arrábida, que liga o Porto e Vila Nova de Gaia, é Monumento Nacional desde 2013.

Lusa

ASSINE AQUI E GANHE UM SACO. Ao assinar está a apoiar o jornalismo independente e de qualidade – essencial para a defesa dos valores democráticos em Portugal