Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

O significado do nome do bebé real

Sociedade

DOMINIC LIPINSKI/ Getty Images

Pouco depois de ser anunciado o nome do mais recente membro da família real, já especialistas na monarquia britânica tinham dissecado a escolha pouco óbvia

Meghan Markle e o Principe Harry revelaram na quarta-feira o nome do seu filho: Archie Harrison Mountbatten-Windsor.

O nome do bebé real foi recebido com surpresa sendo que nas casas de apostas tudo apontava para escolhas mais tradicionais como Arthur, James, Philip ou Albert. A probabilidade de Archie ser o nome escolhido era de 1 em 100.

Archie é o diminutivo de Archibald e significa genuíno, corajoso e audaz. Este é o 18º nome mais popular na Inglaterra e o 1182º mais popular nos Estados Unidos.

O mais recente membro da família real, e o sétimo na linha para ascender ao trono, é um dos raros casos da família cujo nome não é retirado da árvore genealógica, sendo a escolha, segundo Cleveland Evans, ex presidente da American Name Society e professor de psicologia, uma tentativa de modernizar a família real e de se afastarem da tradição e simbolismo associado.

Já Harrison, que surgiu na Idade Média, significa “filho de Harry” ou “filho de Henry”.

O nome da criança foi uma tentativa de conciliar as heranças britânicas e americanas dos seus pais (Meghan é americana e Harry é inglês). "Archie passa uma sensação muito britânica”, disse Joe Little, editor chefe de Majesty, revista da realeza, “enquanto Harrison é um nome muito mais americano. O primeiro Harrison que me vem à mente é o Harrison Ford.”

Para os padrões ingleses, este é um nome incrivelmente normal”, disse Laura Wattenberg, autora do livro "The Baby Name Wizard: A Magical Method for Finding the Perfect Name for Your Baby".

A escritora apoia a tese que este nome representa um afastamento das tradições reais: “Este nome é uma declaração política de como as responsabilidades reais vêm em segundo lugar.”

O apelido Mountbatten-Windsor foi criado em 1960 com a junção dos nomes da Rainha e do Principe Philip quando se casaram. A atribuição deste nome ao filho foi um tributo ao seu avô que, anteriormente, já se tinha queixado de nenhum dos seus netos ter o seu apelido, os três filhos de William e Kate tem o apelido Cambridge. Penny Junor escritora da realeza pensa que o Duque de Edimburgo vai ficar “absolutamente maravilhado” pela utilização do seu apelido. “O Princípe Filipe nunca pode chamar os seus filhos com o seu apelido. Acho que é um tributo muito bonito ao avô do Harry.”

ASSINE AQUI E GANHE UM SACO. Ao assinar está a apoiar o jornalismo independente e de qualidade – essencial para a defesa dos valores democráticos em Portugal