Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Os poderes (alguns insuspeitos) da hortelã na saúde

Sociedade

D.R.

As folhas desta planta podem ser utilizadas de várias formas, dependendo do destino que tiverem. Além de ajudar na digestão e de diminuir os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, é conhecida pelas suas propriedades anti-inflamatórias. Mas os benefícios não ficam por aqui

As propriedades da hortelã têm sido estudadas com frequência e, apesar de haver muitos efeitos ainda não comprovados cientificamente, há benefícios já incontestáveis que fazem desta planta um alimento muito vantajoso para a saúde.

Para começar, contém pouco mais de 40 calorias por 100 gramas, o que a torna uma ótima opção para quem pretende manter o peso, mas também para dar sabor às refeições, o que vai permitir reduzir a utilização de sal quando se cozinha. E não fica bem apenas em bebidas - principalmente em chás e infusões - mas também em sopas, caldeiradas, molhos e sobremesas.

A sua utilização, aconselha Ana Bravo, nutricionista na Clínica Saudarte, no Porto, deve ser sempre em cru, já que o calor pode alterar não apenas as suas propriedades como a sua composição nutricional: as várias espécies de hortelã, que têm diferentes aromas, são ricas em vitamina A, C e folatos, cálcio, potássio, fósforo e magnésio.

Além disso, os óleos essenciais que as constituem têm efeitos nos sintomas gastrointestinais, sendo conhecidos por ajudar a reduzir o desconforto gastrointestinal e os sintomas relacionados com problemas de estômago.

Relativamente à digestão, esta planta é benéfica porque reequilibra a produção e concentração de ácido clorídrico estomacal e das enzimas digestivas. Sendo fundamental na reposição da mucosa gástrica e intestinal, também pode ajudar a diminuir os enjoos.

Um estudo de 2011, realizado pela Universidade de Adelaide, na Austrália, concluiu que a hortelã-pimenta ajuda a aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável. Os resultados da investigação mostraram como a hortelã ajuda a diminuir a irritação do trato gastrointestinal.

"Contudo, ainda não é possível descrever, com exatidão, como é o seu mecanismo de ação e, consequentemente, definir o seu alcance terapêutico", explica Ana Bravo.

Esta planta também é associada a benefícios anti-inflamatórios, antibióticos e antifúngicos, apesar de estes efeitos nos humanos ainda estarem a ser estudados em laboratório. Por conter mentol, também tem ação expectorante, ajudando no alívio de tosses e congestão nasal. Para este efeito, pode comprar-se um óleo de hortelã ou ingerir-se mesmo a planta.

O chá de hortelã também tem sido utilizado como um auxiliar na perda de peso, devido ao seu valor calórico bastante baixo. Além disso, é um bom digestivo e auxilia na eliminação de toxinas.O chá de hortelã-pimenta é conhecido por ajudar a reduzir a flatulência, já que a planta possui propriedades que fazem com que haja diminuição dos movimentos peristálticos do intestino.

A hortelã é ainda conhecida pelas suas propriedades calmantes, que ajudam a reduzir a ansiedade e o stress.

ASSINE AQUI A VISÃO E RECEBA UM SACO DE OFERTA