Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aí está a imagem mais nítida de sempre do misterioso Ultima Thule

Sociedade

NASA/JHUAPL/SwRI

A New Horizons enviou para a Terra novas imagens da sua "tangente" no dia de ano novo ao objeto mais distante alguma vez visto, situado na enigmática região do Cinturão de Kuiper

Foi no passado dia 1 de janeiro que a New Horizons ficou a 3500 quilómetros do Ultima Thule, o objeto mais distante da Terra alguma vez visto. Dez horas depois, chegavam ao Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins as primeiras imagens, mas nenhuma com a definição desta agora enviada.

Obtida pela câmara Multicolor Visible Imaging, a imagem foi captada quando a sonda espacial estava a 6700 quilómetros do objeto, sete minutos antes da maior aproximação.

Originalmente com uma resolução de 135 metros por pixel, a imagem foi armazenada na memória da New Horizons e só foi transmitida para a Terra no final da semana passada.

“Esta nova imagem começa a revelar diferenças no caráter geológico dos dois lóbulos do Ultima Thule e também nos apresenta novos mistérios. Ao longo do próximo mês haverá imagens com melhores cores e resolução que esperamos que ajudem a revelar os muitos mistérios do Ultima Thule”, pode ler-se no comunicado emitido pelo investigador principal da New Horizons, Alan Stern.

A sonda está a aproxidamente a 6,64 mil milhões de quilómetros da Terra, afastando-se do Sol a uma velocidade de quase 51 mil quilómetros por hora. Explica a NASA que a esta distância, um sinal de rádio emitido pela New Horizons chega à Terra seis horas e nove minutos depois.