Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal é o país da União Europeia com a mais baixa taxa de violência motivada pelo racismo

Sociedade

Luís Vasconcelos / Arquivo VISÃO

Um relatório da União Europeia coloca o nosso País entre os Estados onde os imigrantes africanos e seus descendentes sentem menos discriminação

Portugal tem a mais baixa taxa de violência e vitimização motivadas pelo racismo entre 12 países da Europa, demonstra um novo relatório da FRA (Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia), intitulado Being Black in the EU. O documento, que entrevistou 5 803 imigrantes africanos e descendentes, conclui que o nosso País é aquele onde menos se sente a discriminação étnica, apresentando ainda uma evolução positiva no que diz respeito à integração dos mesmos no mercado de trabalho.

A taxa portuguesa de violência motivada pelo racismo (2%) contrasta com a apresentada por países como a Finlândia (14%), a Irlanda e a Áustria (ambos com 13%) ou o Luxemburgo (11%).

No entanto, 17% dos inquiridos demonstrou ter sentido discriminação racial nos último ano em Portugal - de novo uma das taxas mais baixas comparando com os que se sentiram discriminados no Luxemburgo (50%) ou na Finlândia (45%). Apesar disso, entre os que sentiram algum tipo de discriminação em Portugal, apenas 9% apresentaram queixa, a mais baixa percentagem entre os países analisados.

Portugal é ainda o país onde os não-nacionais têm a mais elevada taxa de emprego remunerado (77%, comparando com os 63% da média europeia). Ainda assim, mais de um quinto (21%) mostra ter dificuldades no acesso à habitação.

Portugal gosta de se afirmar como um país tolerante perante os estrangeiro. Mas será mesmo assim ou tudo não passa de um mito? As respostas encontra-as na edição desta semana da VISÃO, já nas bancas!