Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

A partida de Banksy, afinal, falhou: ideia era destruir a obra toda

Sociedade

BEN STANSALL / GettyImages

Num novo vídeo, com mais imagens do momento insólito em que o quadro da "rapariga com um balão" se autodestruiu depois de ser arrematado em leilão por um milhão de libras, o misterioso artista mostra o que aconteceria se tudo tivesse corrido como nos "ensaios"

"Nos ensaios, funcionou todas as vezes", lê-se no novo vídeo, "versão do realizador", partilhado por Banksy.

No início no mês, o quadro "Girl with balloon" ("Rapariga com balão", na tradução livre), vendido em leilão por 1,04 milhões de libras (1,18 milhões de euros), desfez-se em tiras logo a seguir à venda, ao passar por uma trituradora de papel instalada pelo próprio artista na parte inferior do quadro. A obra não ficou totalmente destruída - só a metade inferior -, mas, revela agora o artista, a ideia não era essa.

Instagram

No vídeo que intitulou "Shred The Love, The Director's Cut", Banksy revela que ensaiou o momento que havia de deixar perplexos todos os presentes na leiloeira londrina Sotheby's e que, nesses ensaios, a obra ficava totalmente destruída, como se pode ver nas imagens.

"Algumas pessoas pensam que não o rasguei mesmo. Rasguei. Algumas pessoas pensam que a leiloeira estava a par. Não estava", escreveu ainda Banksy no Instagram.

Instagram

A Sotheby's já confirmou que a compradora continua interessada em ficar com a obra meio desfeita pelo valor que licitou e vários especialistas acreditam que esta agora ainda vale mais.

O "Girl with balloon" é uma das imagens mais populares do artista, originário da cidade de Bristol, suja identidade continua desconhecida.

"Parece que acabámos de ser 'Banksy-tados'", admitiu o diretor de arte contemporânea da Sotheby´s, Alex Branczik, após a licitação da obra, de acordo com o que se ouve nos vídeos colocados nas redes sociais, nos quais é também visível a surpresa com que reagiu o público.