Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dez dos casos de plágio mais famosos do mundo da música

Sociedade

Carmo Lico

Nas últimas décadas, várias bandas e cantores têm sido acusados de plágio. Estes são dez dos casos mais célebres. Veja os vídeos com as comparações

1. The Beatles, Come Together

A banda britânica foi acusada de ter plagiado a melodia e a letra da canção You Can't Catch Me, de Chuck Berry, pouco depois do lançamento do álbum Abbey Road, em 1969. John Lennon reconheceu que tinha conhecimento da canção do cantor americano. A situação ficou resolvida com um acordo extrajudicial, que permanece em sigilo.

2. Rod Stewart, Do Ya Think I'm Sexy

Outro caso resolvido extrajudicialmente foi o de "plágio inconsciente" admitido por Rod Stewart. Em 1978, o cantor lançou o hit mundial que invadiu imediatamente as pistas de dança, mas que rapidamente foi comparado com o refrão de Taj Mahal - "te te teretê" (lançado em 1972), devido às grandes semelhanças.

3. George Harrison, My Sweet Lord

George Harrison foi acusado de plágio pela empresa Bright Tunes devido às semelhanças com uma das canções (He's So Fine) de Ronald Macky, gravada em 1962 pelos The Chiffons. My Sweet Lord, a música em questão, é um single do primeiro disco a solo do ex-guitarrista dos Beatles em 1970. O cantor nunca admitiu o plágio e acabou por ser considerado culpado por "plágio inconsciente" e condenado a pagar quase 380 mil euros de indemnização.

4. Morris Albert, Feelings

O tema Fellings - lançado em 1974 - foi considerado uma cópia da música composta pelo francês Loius "Loulou" Gasté, e gravada pela cantora Line Renaud em 1956. Apesar de ter sido o maior sucesso de Maurício Alberto Kaisermann, e regravado por artistas como Frank Sinatra, Ella Fitzgerald e Gretchen, o tribunal americano considerou-o como plágio determinando também o pagamento de quase 380 mil euros de indeminização. Atualmente, o crédito do tema pertence a Gasté/Morris.

5. Michael Jackson, Wanna be starting something

O hit Wanna be starting something abriu um dos discos mais vendidos de sempre, Thriller, mas em 1983 foi acusado de ser uma cópia da música do cantor e saxofonista Manu Dibango, Soul Makossa, de 1972. O Rei da Pop foi obrigado a pagar mais de 150 mil euros por direitos de autor.

6. Roberto Carlos, O Careta

A música O Careta integra o reportório discográfico do cantor Roberto Carlos, mas no ano de 2004, Sebastião Braga acusou o cantor de ter plagiado uma das suas músicas, Loucuras de Amor. O processo demorou 14 anos até ter sido tomada uma decisão final: um condenação a Roberto Carlos, que teve de pagar uma multa exorbitante.

7. Ray Parker Jr., Ghostbusters

Após a estreia do filme o Os Caça-Fantasmas, que tem como tema principal, Ghostbusters - do compositor Ray Parker Jr. - Huey Lewis entrou com uma ação judicial por plágio, dizendo que o tema tem o mesmo ritmo que a sua canção I Want a New Drug, de 1984. Ambas as partes assinaram um acordo extrajudicial que é mantido em sigilo.

8. Michael Bolton, Love is a Wonderful Thing

Considerada parecida demais com o tema Love is a Wonderful Thing, dos Isley Brothers, lançado em 1966, a música Love is a Wonderful Thing, do álbum Time, de 1991, valeu ao cantor Michael Bolton uma condenação por plágio, tendo de pagar uma indeminização avultada.

9. Radiohead, Creep

A canção que levou os Radiohead ao sucesso, no ano de 1992, levou o grupo a ser acusado de plágio. A ação judicial foi iniciada pela banda The Hollies, com o argumento de que a canção Creep era uma cópia da The Air That I Breathe. O processo foi encerrado com ambas as bandas a ficarem com os direitos de autor do clássico.

10. Oasis, Shakermaker

Depois de várias acusações de plágio, a banda Oasis enfrentou outros tantos processos. Um deles envolve o tema Shakermaker, canção do álbum de estreia da banda, em 1994. The News Seekers, uma outra banda, acusou os irmão Noel e Liam Gallagher de terem copiado a canção Like to Teach the World to Sing (1971), que chegou mesmo a ser usada numa campanha publicitária da Coca-Cola. Os Oasis foram condenados.