Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Filhos desportistas: Que tipo de pai é?

Sociedade

José Caria

O Plano Nacional de Ética no Desporto definiu seis tipos de pais, de acordo com os comportamentos predominantes perante filhos desportistas. Descubra em qual se enquadra e se há algo que deve corrigir

Pais que gritam muito

Centram a atenção nas coisas negativas e estão sempre a gritar 
com os atletas e com os árbitros.

Devem aprender a observar as coisas positivas da prática desportiva, fazendo um esforço para ignorar os erros.

Pais que apoiam em excesso

São demasiado exuberantes, prestando um apoio tão intenso que chegam a embaraçar os filhos. Conseguem irritar o treinador, os restantes atletas e mesmo os outros espetadores.

Têm de aprender a ser mais calmos e mais contidos.

Pais treinadores

Passam a vida a tirar notas, a filmar, a analisar o desempenho 
dos filhos. Revivem todas as competições em que eles participam 
e apontam aquilo que eles têm de melhorar.

Devem deixar o treino dos filhos para os treinadores.

Pais que gostavam de ter sido atletas

Vivem os seus sonhos através dos filhos e encaram essa prática 
como se fossem eles os participantes.

Têm de eliminar a ideia de “ganhar a todo o custo” 
e lembrar-se que não são eles os atletas.

Pais que não ligam nenhuma

Estão tão ocupados com as notícias dos jornais e a falar ao telefone 
que não prestam atenção ao desempenho dos filhos.

Devem recordar que um pequeno encorajamento ajuda imenso.

Pais 5 estrelas

Centra a sua atenção no esforço do jovem e não no resultado. 
Respeita e agradece ao treinador, aos árbitros e aos adversários. 
São apoiantes positivos e têm sempre presente o papel que desempenham quando estão a ver a competição dos filhos.

Leia mais sobre o tema na reportagem Sonhos e pesadelos de quem procura chegar à alta competição