Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Morreu o suspeito de assalto a carrinha de valores que estava no hospital

Sociedade

ANT\303\223NIO COTRIM

Um dos suspeitos do assalto a uma carrinha de transporte de valores que ficou ferido na sexta-feira morreu na noite de sábado no Hospital São Francisco Xavier, Lisboa

O oficial de dia de serviço ao Comando Metropolitano de Lisboa da PSP disse hoje de manhã à agência Lusa que o homem morreu no sábado cerca das 21:30.

O suspeito que ficou ferido durante uma perseguição policial após assalto a uma carrinha de valores encontrava-se nos cuidados intensivos do Hospital São Francisco Xavier, como tinha confirmado no sábado fonte oficial da unidade de saúde à Lusa.

Este homem que morreu no sábado é um dos três suspeitos detidos durante a perseguição policial após assalto a uma carrinha de valores na sexta-feira em Lisboa. Dos três detidos, dois ficaram feridos, mas um deles já teve alta. A operação resultou ainda em ferimentos em três polícias.

A PSP realizou na noite de sexta-feira buscas num bairro do concelho de Oeiras e em Sintra relacionadas com o assalto a uma carrinha de transporte de valores. As buscas foram realizadas no bairro da Portela, em Oeiras, e em Casal de Cambra, Sintra.

"Na sequência do assalto, [os suspeitos] colocaram-se em fuga em viatura roubada e foram intercetados por agentes da PSP na zona de Queluz de Baixo, Oeiras. Aquando da detenção, à qual resistiram, houve necessidade de recurso a arma de fogo pela PSP. Na sequência da intervenção policial, registaram-se cinco feridos, três dos quais polícias, sendo todos encaminhados para tratamento hospitalar. Foi apreendido o produto do roubo e uma arma de fogo", relatou a Direção Nacional da PSP.

No momento em que a viatura dos três suspeitos foi intercetada em Queluz de Baixo, concelho de Oeiras, os homens abalroaram a viatura policial, provocando ferimentos em três polícias, que tiveram de ser levados para o hospital.

Os três homens terão assaltado uma carrinha de valores na zona de Carnide, em Lisboa, um pouco antes das 15:00 de sexta-feira, com recurso a uma arma de fogo (revólver), tendo agredido um dos seguranças da carrinha de valores "a soco e pontapé, provocando-lhe diversos ferimentos", segundo a polícia.

com Lusa