Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Manuel Maria Carrilho absolvido de crime de violência doméstica

Em desenvolvimento

Sociedade

O ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho foi hoje absolvido num processo em que era acusado de violência doméstica e condenado a um dos 22 crimes de difamação cometidos contra a sua ex-mulher Bárbara Guimarães

"Perante a realidade trazida ao tribunal, prova pericial inconclusiva e perante uma prova testemunhal abundante, mas que não foi capaz de sustentar a acusação, não resulta da matéria de facto provada que o arguido tem cometido o crime de violência doméstica", pelo que o tribunal o absolve, decidiu a juíza Joana Ferrer.

Por um crime de difamação, a juíza condenou Manuel Maria Carrilho a 150 dias de multa, num total de 900 euros, e ainda ao pagamento de uma indemnização de três mil euros por danos não patrimoniais à apresentadora de televisão.