Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Jornalista acusa Bruno Maçães de lhe enviar fotografias obscenas intimidatórias

Sociedade

Bruno Maçães

António Pedro Ferreira

A acusação está a incendiar o Twitter: Lily Lynch alega que o ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus manteve conversas indesejadas e ameaçadoras com ela e lhe enviou "dick pics", e diz que por isso teve de o bloquear

Bruno Maçães, ex-secretário de Estado dos Assuntos Europeus de Passos Coelho, foi hoje acusado de assédio no Twitter por parte de uma jornalista e o assunto está há várias horas a liderar os temas da rede social em Portugal. Lily Lynch, uma jornalista californiana co-fundadora e diretora do site Balkanist, alega que o antigo secretário de estado português manteve com ela conversas indesejadas que considerou assustadoras e que lhe enviou “dick pics” (fotografias explícitas de partes íntimas).

Diz Lily Lynch que, por isso, teve de o bloquear naquela rede social. “Uma aberração. Há tantas destas. Ele enviou-me uma 'dick pic' e eu bloquei-o e depois ele mandou-me um mail a perguntar porque o bloqueei”, escreveu, acrescentando que nunca o conheceu e que nunca esteve com ele, mas que se sentiu “ameaçada por ele” e que “ele continuava a fazê-lo”.

[Atualização a 19/11 pelas 23h: Durante o dia 19 o post de Lily que referia o carácter intimidatório das mensagens de Bruno Maçães já não está disponível no Twitter. Este era o seu texto:

"I've never met Bruno, I've never been to Portugal (unfortunately), but I blocked him because he was creeping me out and he's doing that even more now. I have plenty of photos I could tweet but this is the last one. Thank you for your undestanding!" ]

A jornalista, que nasceu na Califórnia mas vive em Belgrado, não publica essas imagens, mas junta uma série de conversas, "mensagens constantes", que terão ocorrido em outubro de 2016.

De acordo com uma dessas alegadas conversas, cujo teor foi publicado pela jornalista que agora o denuncia publicamente, é o próprio Bruno Maçães que pergunta “o que será da minha carreira política” se “alguma vez publicarem esta nossa conversa”. “Terei de dizer que é conversa de balneário”, fazendo referência à desculpa de Donald Trump quando foi conhecida a polémica afirmação “grab her by the pussy”.

O próprio ex-secretário de Estado, em resposta à acusação da jornalista que lhe chama de "político desprezível", publicou posts na sua página de conversas entre ambos em que enquadra a situação.

A VISÃO está a tentar obter, sem sucesso, uma resposta de Bruno Maçães à acusação. O antigo secretário de Estado já teve outras polémicas nesta rede social, mas por temas políticos.

Quem é Bruno Maçães?

Bruno Maçães nasceu em 1974. Licenciou-se em Direito na Universidade de Lisboa. É doutorado em Ciência Política pela Universidade de Harvard nos Estados Unidos.

Foi professor de política económica internacional na Universidade de Yonsei na Coreia do Sul de 2006 a 2007. Trabalhou no American Enterprise Institute em 2008. De 2008 a 2011 participou na criação de uma nova universidade internacional em Berlim, o European College of Liberal Arts. De Junho de 2011 a Março de 2013 foi assessor político do Primeiro-Ministro Passos Coelho. As suas publicações mais recentes versam sobre política económica, reformas estruturais e o futuro da área euro.

Veja o esclarecimento de Lily Lynch, em resposta a um conjunto de perguntas que a VISÃO lhe colocou por email:

"Estava influenciada por este clima geral em que as mulheres começaram a falar de condutas sexuais inapropriadas de homens poderosos"