Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Heidi Klum: “A moda é divertida e todos deveriam ter capacidade financeira para ter este prazer”

Sociedade

Esmara by Heidi Klum começa esta segunda, 18, a ser vendida nas lojas Lidl. Nesta entrevista à VISÃO, que esteve presente na apresentação mundial da coleção em Nova Iorque há cerca de uma semana, a top model de origem alemã explica porque é que aceitou assinar 84 peças que vão ser vendidas por uma pechincha num supermercado, ao lado da secção das frutas e legumes

"Porquê ter um bomber liso se posso ter um bomber brilhante coberto de lantejoulas?", pergunta Heidi Klum, explicando que se trata de uma coleção de peças clássicas com um certo efeito "WOW"

"Porquê ter um bomber liso se posso ter um bomber brilhante coberto de lantejoulas?", pergunta Heidi Klum, explicando que se trata de uma coleção de peças clássicas com um certo efeito "WOW"

Como começou a idealizar as peças desta coleção?

Encontrei-me, pela primeira vez, com a equipa de designers do Lidl, em minha casa, em Los Angeles. Passámos o dia dentro do meu closet e eu mostrei-lhes todas as minhas peças favoritas, todas aquelas que integram o essencial do meu guarda-roupa. Desta forma, eles conseguiram perceber o que era o meu estilo e aquilo que procuro enquanto compradora: materiais confortáveis, pormenores interessantes (debruados, combinações de cores, estampados…), bons cortes e peças que resistem à passagem do tempo, tanto em termos de tendências como em relação à qualidade das peças.

Quais foram as suas principais inspirações?

Inspirei-me sobretudo em Nova Iorque. A cidade é uma selva e eu chamei-lhe “selva urbana”. E, como na selva, se veem leopardos e leões, achei que o padrão leopardo seria um ótimo princípio para a minha primeira coleção. Como vai começar em setembro, quando inevitavelmente estamos a caminhar para o outono e para o inverno, queria animá-la – com o estampado de um animal ou com um azul safira. Nesta altura do ano, costumamos ver mais tons terra…

Porque é que aceitou criar uma coleção para um supermercado?

Posso ser conhecida como manequim ou como apresentadora de televisão, mas, no fundo, sinto-me uma designer. Aliás, antes de ganhar o concurso que deu início à minha carreira como modelo, os meus planos eram estudar design de moda na universidade. Era o que queria fazer. Para mim, é muito recompensador fazer algo de mais criativo. Gosto mesmo de desenhar peças e também de estar envolvida em todos os aspetos que, depois, acabam no guarda-roupa dos compradores. Considero que esta parceria com o Lidl é uma extensão disto tudo.

É importante que a coleção seja vendida a preços acessíveis?

Estou absolutamente convencida que existem muitas mulheres que gostariam de vestir (ou, pelo menos, experimentar) um fato leopardo. Provavelmente, não o compram por, digamos, €500, sobretudo quando não têm a certeza de o querer efetivamente. Mas, por cerca de €35, dirão: “’Wow’! Ok, vamos experimentar e ver o que é que acontece”. A coleção encoraja as mulheres a experimentar um fato com padrão leopardo e, por isso, pode trazer um bocadinho de “efeito WOW” ao seu guarda-roupa. A moda é divertida e todos deveriam ter capacidade financeira para ter este prazer. Estas são as razões que explicam porque é que, para mim, é fundamental que se trate de uma coleção a preços razoáveis e acessíveis.

Trata-se de uma coleção muito simples, sem grandes barroquismos, poucas cores. Tem alguma coisa a ver com as suas próprias preferências?

No princípio, como qualquer outra mulher, pus a questão de saber quais as roupas que mais me ajudam a ficar fantástica. Essa reflexão resultou em algumas conclusões: todos precisamos de um bons jeans, uns bons sapatos com salto, um bom blazer, um biker em pele. Assim como uns bons básicos, que se possam misturar e conjugar, de maneira a criar visuais diferentes. Por exemplo, um fato com um bocadinho mais de cor tanto pode ser bom para ir trabalhar ou para levar a uma festa.

São peças do dia-a-dia?

Esta coleção integra peças de roupa do dia-a-dia, mas com um certo efeito “WOW”. Acho que as peças, embora haja algumas que sejam bastante exuberantes, não deixam de ser clássicas. Por exemplo: um blazer podia tê-lo feito simplesmente em preto, mas preferi pôr-lhe lantejoulas. Assim como no casaco. Porquê ter um bomber liso se posso ter um bomber brilhante coberto de lantejoulas? Todas as peças são versáteis e adequam-se a todos os tipos de corpo e também aos vários tamanhos.

A apresentação da coleção Esmara by Heidi Klum decorreu em Nova Iorque, à margem da New York Fashion Week, no passado dia 7

A apresentação da coleção Esmara by Heidi Klum decorreu em Nova Iorque, à margem da New York Fashion Week, no passado dia 7

Dimitrios Kambouris