Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Todas as ilhas dos Açores numa única revista

Sociedade

VISÃO com edição especial de 116 páginas já nas bancas, com grande viagem pelo arquipélago que encanta o mundo

Rui Tavares Guedes

Rui Tavares Guedes

Diretor Executivo

Vem de longe o fascínio que as ilhas provocam nos humanos. A sua geografia particular, rodeada de mar por todos os lados, faz-nos evocar lendas e mistérios, tragédias e encantamentos, histórias de isolamento mas também de comunhão. Nos Açores, todas essas sensações são multiplicadas por nove, e ainda amplificadas por aquilo que cada ilha tem de mais especial: a sua natureza única, que é hoje, também, a maior riqueza do arquipélago. Quem nunca foi aos Açores pode agora viajar, com a VISÃO, pelas suas nove ilhas. Quem já foi tem agora a oportunidade de recordar essa experiência e, quem sabe, começar a planear a próxima viagem, porque irá descobrir muitos e novos motivos de interesse.

Já nas bancas, temos uma edição especial Açores, sob o título “O apelo da natureza”. Faz sentido que assim seja, já que o arquipélago é hoje, justamente, um exemplo mundial no turismo sustentável, colecionando prémios e elogios. No meio do Atlântico, as ilhas vulcânicas atraem cada vez mais visitantes, graças à sua natureza incomparável e à afabilidade genuína das suas gentes. Mas mais do que contemplada, esta é uma natureza que merece ser vivida. De forma ativa e intensa, respeitando-a e, assim, preservando-a. Tanto em terra como no mar. Os Açores, conforme os nossos repórteres testemunharam, são hoje uma experiência inesquecível. E que merece ser partilhada.

1 / 9

2 / 9

3 / 9

4 / 9

5 / 9

6 / 9

7 / 9

8 / 9

9 / 9

É isso que fazemos, numa viagem que, ao folhear as páginas da revista, o levará, primeiro, a São Miguel e aos seus muitos tons de verde. Depois, salta para Santa Maria, a mais antiga das ilhas e conhecida pelas suas praias de areia branca. A viagem prossegue pelo grupo central, com paragens demoradas na Terceira, Faial, Pico, São Jorge e Graciosa e termina, naturalmente, nas Flores e no Corvo, as ilhas mais distantes, mas também as mais surpreendentes.

Em cada ilha, os nossos repórteres descrevem a sua experiência, sempre com a natureza em plano destaque, e acrescentam depois as suas indicações principais para comer, dormir e andar por lá. Uma edição, naturalmente, a não perder