Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pescador morre atingido por baleia que tinha acabado de salvar

Sociedade

  • 333

OMAR TORRES/ Getty Images

O pescador canadiano ajudou, ao longo de 15 anos, a libertar dezenas de baleias presas em redes, graças ao seu desembaraço no que toca a nós complexos. O último salvamento também foi um sucesso, mas, momentos depois, sem que nada o fizesse prever, o animal virou-se e atingiu-o mortalmente

Joe Howlett, um pescador de lagosta de Campobello Island, Canadá, embarcou na segunda-feira com uma equipa dedicada ao resgate de baleias para mais um salvamento: uma baleia-franca-do-atlântico-norte tinha ficado enredada numa corda e não conseguia libertar-se.

O caso era apenas o último de dezenas de baleias que o canadiano ajudou a salvar nos últimos 15 anos - o anterior fora uns dias antes. Mackie Green, da Equipa de Resgate de Baleias de Campobello, mas que não estava a bordo naquela missão, relatou o episódio ao Canadian Press: "Eles desembaraçaram totalmente a baleia e depois aconteceu uma coisa qualquer esquisita e a baleia deu uma grande volta".

Na terça-feira, o departamento federal com a tutela das pescas emitiu um comunicado a lamentar a morte do pescador, descrevendo-o como "um membro insubstituível da comunidade de resgate de baleias". "Fazer parte de operações de salvamento de baleias exige imensa bravura e uma paixão pelo bem-estar dos mamíferos marinhos", lê-se no comunicado, que acrescenta que as tentativas de salvar os animais envolvem "riscos sérios" e que "casa situação é única". "Baleias enredadas podem ser imprevisíveis", conclui.

Só no mês passado, sete animais da mesma espécie foram encontrados mortos no Golfo de São Lourenço, ao largo da costa do Canadá. Uma equipa de cientistas, biólogos marinhos e patologistas, entre outros, está a travar uma verdadeira luta contra o tempo para tentar perceber este número elevado de mortes num tão curto espaço de tempo: Apenas duas apresentam sinais de ter colidido com um barco, enquanto uma terceira pode ter ficado presa numa rede durante semanas.