Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pedrógão Grande: número de mortos sobe para 64

Sociedade

  • 333

Lucília Monteiro

O incêndio que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande causou ainda 134 feridos, entre os quais 121 civis, 12 bombeiros e um militar da GNR

O número de mortos no incêndio que começou no sábado em Pedrógão Grande subiu para 64, disseram esta noite as autoridades, acrescentando que 70% do fogo está dominado. Esta atualização confirma a notícia adiantada a meio da tarde pelo Expresso, que dava conta da morte de Vítor, 56 anos, que foi encontrado em casa, em Pobrais. Tudo aponta para que tenha morrido na noite de sábado.

O número de pessoas que morreram no incêndio florestal que deflagrou no sábado em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, já tinha sido atualizado para 63, após confirmação do presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses. Jaime Marta Soares disse que se trata de um bombeiro que se encontrava hospitalizado em Coimbra.

Segundo o presidente do INEM, Luís Meira, o balanço, à hora do almoço, apontava para 135 feridos, sete dos quais em estado grave: cinco eram bombeiros voluntários e dois civis. A maior parte dos feridos são ligeiros, tendo 28 necessitado de recorrer ao hospital. Os restantes receberam assistência no local.

Segundo Luís Meira, os psicólogos do INEM, apoiados por profissionais da Cruz Vermelha Portuguesa, autarquias e Proteção Civil, realizaram 354 intervenções.

No local encontram-se 32 elementos do INEM, apoiados por dez viaturas.

O fogo, que deflagrou às 13:43 de sábado, em Escalos Fundeiros, concelho de Pedrógão Grande, alastrou depois aos concelhos vizinhos de Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, e entrou também no distrito de Castelo Branco, pelo concelho da Sertã, tendo provocado pelo menos 62 mortos civis.