Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Recorde Baptista-Bastos, o homem que raramente abandonava o laço

Sociedade

O jornalista, cronista e escritor Armando Baptista-Bastos morreu esta terça-feira, em Lisboa, aos 83 anos

De acordo com o Jornal de Negócios, Baptista-Bastos morreu vítima de doença súbita e após um prolongado internamento hospitalar

Baptista-Bastos nasceu em Lisboa a 27 de Fevereiro de 1934 e publicou mais de uma dezena de títulos de ficção, entre os quais "O Secreto Adeus" (1963), "Cão Velho entre Flores" (1974), "O Cavalo a Tinta da China" (1995), "A Colina de Cristal" (2000) e "No Interior da Tua Ausência" (2002).

Entre outros meios de comunicação social, trabalhou nos jornais A República, O Século e Diário Popular, e na Rádio e Televisão Portuguesa. Em 2005, venceu o Prémio de Crónica João Carreira Bom.

A ele se deve a autoria da famosa frase "Onde é que você estava no 25 de Abril?", repetida ao longo das várias emissões do programa de entrevistas que conduziu na SIC, "Conversas Secretas".