Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Novo vídeo da NASA mostra mergulho a pique em Saturno

Sociedade

A sonda espacial Cassini mergulhou a pique nos anéis de Saturno e o resultado é um conjunto de imagens impressionantes, que a NASA condensou num minuto de vídeo

A agência espacial americana divulgou um novo vídeo resultante da missão da Cassini a Saturno, que mostra aquele que foi o seu primeiro mergulho nos anéis do planeta, no dia 26 de abril.

Depois de observar Saturno durante 13 anos, a nave não tripulada viajou por onde nunca nenhuma outra o tinha feito: através do estreito espaço entre o planeta e o seu anel interior.

O vídeo que pode ver acima é o resultado da primeira de 22 aproximações planeadas e corresponde a uma hora de observações, durante a qual a altitude da Cassini baixa de 72.400 quilómetros para 6.700.

E se estas imagens já são espetaculares, a equipa da NASA responsável por esta missão avisa que o melhor ainda está para vir. Andrew Ingersoll, membro da equipa, com base na Califórnia, explica que vão ser feitas atualizações à câmara da Cassini e que estas, no próximo mergulho, previsto para 28 de junho, "vão resultar numa "vista ainda melhor".

Com estas incursões pelos anéis, os cientitas esperam encontrar a fonte do campo magnético de Saturno, perceber a sua rotação e descobrir o que há por baixo das suas camadas de nuvens.

Se a Cassini vai sobreviver aos 22 mergulhos nos anéis, a NASA não têm a certeza. O espaço entre o planeta e os anéis é de "apenas" 2.400 quilómetros de largura e encontra-se provavelmente cheio de partículas de gelo que, à velocidade a que a nave se descola (124 mil km/hora), podem ser fatais.

O fim da missão está previsto para 15 de setembro, quando a agência espacial planeia fazer despenhar a Cassini em Saturno.