Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Bebé de 13 meses só não foi vacinado porque estava febril

Sociedade

A criança que contagiou 6 pessoas tinha as vacinas anteriores em dia, e o atraso foi considerado normal

O bebé de 13 meses que contagiou seis pessoas no hospital de Cascais, incluindo a jovem de 17 anos que morreu vítima de sarampo, só não foi vacinado contra o sarampo aos 12 meses porque estava febril. Como explica a VISÃO no tema de capa que está hoje nas bancas, o atraso, que não se motivou por uma questão de princípio anti-vacinas, foi considerado normal pela equipa médica.

Já a jovem de 17 anos que faleceu com sarampo durante a madrugada desta quarta-feira também não tinha nenhuma vacina. Estava internada com um quadro de mononucleose, também conhecida como doença do beijo, que complicou a situação. Esta doença causada pelo vírus de Epstein-Barr baixa fortemente as defesas do organismo ao afetar os linfócitos B e agrava o quadro clínico no caso de um contágio com outra doença viral.

Como explica a VISÃO nesta edição, a jovem não tinha recebido qualquer dose de vacinas tríplice. Na informação que a família prestou ao Hospital de Cascais em criança terá sofrido um choque anafilático com a vacina dos dois meses e a partir daí não recebeu qualquer outra imunização, tal como a outra filha do casal. A primeira dose da vacina contra o sarampo é ministrada aos 12 meses, com uma segunda dose aos 5 anos.

SAIBA TODA A HISTÓRIA SOBRE O PACIENTE ZERO E TUDO SOBRE A EPIDEMIA DO SARAMPO NO DOSSIÊ DE 12 PÁGINAS NA VISÃO DESTA SEMANA, HOJE NAS BANCAS