Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cuidado com as sobras de arroz. Podem ser perigosas para a saúde

Sociedade

O alerta é do serviço nacional de saúde britânico, que explica o que fazer para garantir que não ficamos doentes por comer o arroz da véspera

Antes de mais, o problema não está no reaquecimento, mas sim logo na forma como o arroz foi acondicionado depois de cozinhado.

Mas vamos por partes. O arroz cru contém, frequentemente, esporos (células capazes de se reproduzirem rapidamente) de uma bactéria - a Bacillus cereus - que pode provocar intoxicações alimentares. A má notícia é que estes esporos podem sobreviver à cozedura. Se o arroz, depois de cozinhado, for deixado à temperatura ambiente, os esporos encontram as condições ideais para darem origem a bactérias que, por sua vez, vão multiplicar-se e produzir as toxinas responsáveis pelos vómitos e diarreias das intoxicações alimentares. E quanto mais tempo o arroz cozinhado for deixado fora do frigorífico, maior a probabilidade de isto acontecer.

O que pode então fazer para diminuir o risco de ficar doente por comer arroz? Várias coisas, segundo o serviço nacional de saúde britânico. Primeiro, sirva o arroz tão depressa quanto possível depois de cozinhado e refrigere o que sobrar no prazo máximo de uma hora. Uma vez no frigorífico, deve ser consumido no dia seguinte, o mais tardar, e, para ser seguro, garanta que fica a fumegar depois de reaquecido.