Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Telemóvel que se carrega a si próprio e que não precisa de toque para ser controlado? Um sonho cada vez mais real

Sociedade

  • 333

Novo estudo desenvolveu uma gama de LED's que podem ativar novas funções interativas e dispositivos multitasking

Uma nova gama de LED's, que consegue emitir e detetar luz, pode tornar possível o controlo do telemóvel e de outros despositivos através de gestos e pode permitir que esses dispositivos se consigam autocarregar através do uso da luz ambiente.

Constituída por uma conjunto de "nanords" dispostos numa película fina, esta gama de LED's é um ponto de partida para algo tecnologicamente grande. "Estes LED's são o ponto de partida para que os monitores façam algo completamente diferente, para lá de uma simples exibição de informações", disse Moonsub Shim, um dos autores de um estudo publicado este mês na revista Science.

Com estes LED's, os dispositivos podem ser muito mais interativos e, a partir deles, podem surgir muitas ideias e novos designs para dispositivos eletrónicos. Os "nanords" são objetos muito pequenos, medindo, cada um deles, menos do que cinco nanómetros de diâmetro, e são constituídos por três tipos de materiais que fazem com que seja possível emitir, sentir e responder à luz.

Além disso, estes LED's têm a capacidade de pôr em prática as três funções, fazendo a troca entre elas com uma rapidez invisível a olho nu. Como exemplo, Moonsub Shim diz que, se estivermos com o nosso tablet ao ar livre, os LED's vão detetar e ajustar a luminosidade de forma a que uma zona mais iluminada escureça, e uma com sombra fique mais iluminada.

O investigador explica ainda que a forma como este LED's respondem à luz é muito semelhante a uma célula solar. A interação dos dispositivos com a luz permite que, imaginemos, quando o telefone está pousado na secretária, ele fique a recolher a luz ambiente e a carregar-se a si próprio.

Quanto ao controlo dos dispositivos através de gestos, Peter Trefonas, um outro investigador, diz que "a capacidade bidirecional destes novos LED's pode habilitar os dispositivos a responder, de forma inteligente, a estímulos externos de novas formas. O potencial de controno com gestos, sem toque, é intrigante, mas nós estamos ainda no início daquilo que pode ser possível".