Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

9 ilegalidades que provavelmente anda a cometer na Internet

Sociedade

  • 333

© Robert Galbraith / Reuters

Os downloads, os streamings, os perfis falsos... Muitas das possibilidades que a Internet oferece, embora frequentes a nível global, são, na verdade, ilegais

É verdade que a Internet é um mundo de possibilidades quase ilimitadas e acessíveis a todos e onde nem sempre é fácil conter certas ilegalidades. O site Mashable fez uma compilação de coisas fora da lei que a internet permite e que provavalmente já fez.

1. O desbloqueio do seu telemóvel

Tanto o desbloqueio da cloud como o desbloqueio a outras redes é ilegal

2. Fazer GIF e memes

Esta é talvez das mais práticas mais comuns entre os internautas. Mas isso não a torna legal. Tantos os GIF como os memes e tudo o que seja material com direitos reservados requer uma autorização por parte da origem e dos autores dos conteúdos. A alteração manifesta de conteúdos reservados, para efeitos de crítica social é, no entanto, considerada legal.

3. O download e uso de documentos sem permissão

Quantas vezes já foi ao google imagens, selecionou uma e clicou "guardar imagem como" para depois a partilhar ou imprimir, por exemplo? Provavelmente tantas que seria inútil contar. Quantas vezes o fez de forma legal? A menos que tenha por hábito pedir autorização aos autores das imagens, provavelmente nunca.

O download e distribuição de imagens são ilegais, a menos que acompanhados da autorização dos autores ou que se trate de material com licença de uso.

4. Usar redes VPN e outros mecanismos para ver conteudos que estão fora da sua zona de acesso

Uma das formas de aceder a conteúdos cuja distribuição não abrange o nosso país é utilizando uma rede virtual privada (VPN).

Elas não são, por si só, ilegais, mas se as usar para se fazer passar, por exemplo, por um cidadão americano para aceder a determinados conteúdos só disponíveis nos EUA, passam a ser.

5. A partilha de passwords de subscrições

Seja qual for o media, desde que seja pago, uma subscrição corresponde a uma pessoa apenas. A partilha de passwords, muito comum entre os utilizadores da Netflix ou da HBO (mais de um terço dos utilizadores) , não está prevista, embora seja, segundo os estudos sobre o fenómeno, uma boa forma de trazer utilizadores para estas plataformas.

6. Perfis de outros no Twitter

Segundo os termos e condições do Twitter, os utilizadores não estão autorizados a ter perfis de outras pessoas que não elas próprias. Ou seja, a menos que perfil esteja explicitamente identificado como “falso” é considerado ilegal.

7. Contas de Facebook de menores antes dos 13

São muitos os casos de jovens com menos de 13 anos (a idade mínima para se ter Facebook) que escondem a sua idade criando perfis com datas de nascimento falsas. Embora seja uma prática corrente, vai contra as regras de acesso previstas pelo Facebook.

8. Alguns sites de streaming

No caso do futebol é mais ou menos evidente que se um jogo está a dar em direto num canal fechado como a Sport TV ou as televisões dos clubes, seja qual for o site, que permita ver o jogo sem pagar uma subscrição é ilegal. No caso dos filmes e séries o streaming não é sempre legal mas existem sites que o fazem de forma legal.

9. Fazer o download de conteúdos do youtube

Quer sejam conteúdos em versão áudio ou em vídeo, quer sejam gatinhos engraçados ou um último single da sua banda favorita a regra é a mesma: se o autor do vídeo não autorizar o download não é permitido.

No entanto, a verdade é que o próprio Youtube não consegue controlar nem todas as partilhas nem todos os downloads.