Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

90 segundos de ciência por dia, nem sabe o bem que lhe fazia

Sociedade

  • 333

Christopher Furlong / GettyImages

Programa de rádio apresenta o que de melhor se faz na ciência nacional

Sara Sá

Sara Sá

Jornalista

Serão 261 edições, 23 490 segundos de rádio para apresentar a ciência nacional. Sem preconceitos geográficos - do Minho aos Açores - nem de área - da biologia à sociologia. O programa, 90 segundos de ciência, passará a ser emitido na Antena1, a partir de 21 de novembro, todos os dias às 18h58.

Será um projeto inédito, que nasceu de uma parceria entre o Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB) e a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, ambos da Universidade Nova de Lisboa.

Começa sempre com o investigador a apresentar-se, seguindo pelo programa fora a falar do seu trabalho e das implicações do mesmo. "A única voz que se vai ouvir é do próprio investigador que, em 90 segundos, falará do que faz", avança Joana Lobo Antunes, coordenadora de comunicação do ITQB NOVA e uma das responsáveis pelo programa.

"O objetivo é dar a conhecer a ciência que se faz em Portugal, contribuindo para o aumento da literacia científica da população”, explica Cláudio M. Soares, director do ITQB NOVA. E parte de uma colaboração já existente, entre os dois institutos, que promovem em conjunto o Mestrado em Comunicação de Ciência.

O programa repete no dia seguinte de manhã e estará também disponível online, com materiais adicionais, para os mais curiosos. Teve o apoio da farmacêutica Novartis. Por uma boa dose diária de ciência.