Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

O carvalho de ‘Shawshank’ foi ao chão

Sociedade

Em 1947, Andy Dufresne (Tim Robbins), vice-presidente de um banco, é condenado a prisão perpétua pelo duplo homicídio da mulher e do amante desta. Vai parar à prisão de Shawshank, onde se torna amigo de Red (Morgan Freeman) e onde tenta sobreviver entre violações e provações até ao dia em que, graças ao seu génio financeiro, começa a ajudar o diretor da prisão em esquemas de lavagem de dinheiro. Vinte anos depois consegue evadir-se e enterra em Buxton, uma cidade do Maine, um “tesouro” para Red debaixo de uma árvore – e essa árvore entra para a história da cinematografia.

Até 2011, o carvalho emblemático do filme permaneceu intacto nessa cidade do Maine, até que um raio deitou abaixo metade dos seus ramos. Agora chegou a notícia mais triste para os fãs de Shawshank: o carvalho caiu por completo. “Pelo que sabemos, o vento derrubou-o”, disse ao Mansfiel News Journal Jodie Snavely, do centro de visitantes.

O mítico carvalho já serviu de cenário a muitos pedidos de casamento e era um dos pontos de paragem obrigatórios para os amantes do filme. O carvalho pode ter caído, mas terá sempre na sua história o orgulho de ter ajudado Red a encontrar a caixa com a carta e o dinheiro para partir para o México, onde Andy se refugiou. O ponto de partida de um final feliz teve agora o seu próprio final.