Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Quem te ama, não te agride"

Sociedade

Ana Margarida de Carvalho

A violência no namoro, surpreende e preocupa a comunidade de psicólogos e pais. Como é possível raparigas tão novas submeterem-se a humilhações, chantagens no facebook e agressões físicas? O próximo programa E Se Fosse Consigo relata casos drámáticos de adolescentes que sofrem em silêncio

"Quem te ama, não te agride" foi o slogan da campanha do Instituto Português do Desporto e Juventude e da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género, do ano passado. Figuras públicas afirmavam de olhar firme e fixo na câmara, «se o teu namorado exige saber a tua password, se te obriga a vestir o que ele quer, isso não é amor" Também a Visão, nesta semana, lançou uma campanha própria: "Isto não é Amor. Amar é respeitar", só com teenagers, que já está on line e passará nas Queimas das Fitas, de norte a sul do país.

Explicam os psiólogos que a adolescência é uma fase crítica no desenvolvimento emocional e sexual dos jovens. Qualquer experiência mais disfuncional pode condicionar a sua normal maturidade. Os jovens estão confusos, a lidar com emoções fortes,às vezes pela primeira vez, não sabem distinguir amor de posse, não percebem onde acaba o ciúme razoável e começa o controlo e a agressão. As tecnologias de comunicação deixaram-nos ainda mais vulneráveis, controlados, ameaçados e até reféns. E estão neste momento a servir como os mais sádicos instrumentos de chantagem e subjugação, através do cyberstalking (assédio entre namorados), ou sexting (usar conteúdos sexuais para chantagear e subjugar, controlando o outro, através da ameaça de mostrar no mundo virtual o que o casal fez na privacidade).

O caso de Ana, no vídeo abaixo, é um clássico, seguindo todas as etapas, em crescendo, de violência no namoro. Ela apaixonou-se aos 16 anos. "Parecia uma história de amor da Disney". Ele era um rapaz giro, que lhe mandava muitas mensagens, fazia muitos miminhos.Estava encantada. Era o primeiro namorado. Dois meses depois, começaram os ciúmes, a tentativa de controlo, exigia saber com quem comunicava no facebook, com que saía, quem eram os amigos... Daí a nada ele entrava na fase da agressão, das torções nos braços, dos encontrões, dos apertões no pescoço. Ana não percebeu o que lhe estava a acontecer. Teve de sofrer muito para sair do pesadelo. com ajuda dos pais e da polícia. Não voltaria a ser a mesma.

VISÃO lança campanha contra a violência no namoro (com video)

Recorde o quarto programa

Recorde o terceiro programa

Recorde o segundo programa

Recorde o primeiro programa

Visite o site oficial do programa

  • Homofobia: Entrevista alargada a Bernardo Amaral

    Sociedade

    Bernardo sabe o que é sofrer na pele o preconceito contra a homossexualidade num meio pequeno. Natural da Ribeira Quente nos Açores, hoje sente-se mais aceite, mas sonha com o momento em que possa andar de mãos dadas com o namorado sem ser alvo dos olhares reprovadores dos outros habitantes da ilha. Ele e todos os outros como ele.

  • As mães também saem do armário

    Sociedade

    Pais portugueses passam mais tempo a pensar no que os outros vão pensar do que no que sentem os filhos gays. O momento da aceitação familiar é crucial, a rejeição pode ser trágica. Para amparar tantas mágoas e dúvidas, pais e mães uniram-se numa associação de entreajuda. A homofobia vai estar em foco no E se Fosse Consigo?

  • Gostar de um filho é gostar dele todo

    Sociedade

    O momento em que os pais aceitam a orientação sexual dos filhos é crucial para o resto das suas vidas. Mas muitos continuam a pensar no que que os outros vão pensar em vez do que no que a criança ou o adolescente LGBT sentem. A homofobia no centro do programa de Conceição Lino, E Se Fosse Consigo? VEJA O VÍDEO

  • Bullying: A guerra dos recreios

    Sociedade

    Um teste da tolerância dos portugueses às agressões e insultos a um jovem por três colegas, no meio da rua, dará o mote para o próximo programa de Conceição Lino E Se Fosse Consigo? Bullying em debate, em simultâneo na SIC e SIC Notícias, segunda-feira, às 20h50

  • Obesidade: E se fosse consigo?

    Sociedade

    A obesidade é o tema do segundo E se fosse Consigo?, o novo programa de Conceição Lino na SIC e que testa a capacidade de intervenção dos portugueses na defesa do outro, a partir de situações ficcionadas. Veja aqui o segundo programa

  • Racismo: E Se Fosse Consigo?

    Sociedade

    O racismo é o tema do primeiro E se fosse Consigo?, o novo programa de Conceição Lino, que estreou segunda feira na SIC e que testa a capacidade de intervenção dos portugueses na defesa do outro, a partir de situações ficcionadas. Veja aqui o primeiro programa

  • O nosso racismo subtil

    Sociedade

    Um teste ao preconceito racial é o ponto de partida para o primeiro programa de Conceição Lino, E se Fosse Consigo?, a partir de segunda feira, 18, a seguir ao Jornal da Noite, na SIC. Veja um excerto da experiência social e a reação de quem assistia a uma discussão racista e ainda às declarações do único deputado negro, Hélder Amaral