Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aqui morreu uma mulher

Um número imenso de mulheres mortas às mãos de quem era suposto amá-las foi o mote para a VISÃO arrancar com este projeto: fotografar os locais onde ocorrem os crimes e contar as histórias destas mulheres que viram as suas vidas ceifadas em contexto de violência doméstica.

Eis o retrato deste país feito de ódios de perdição: num só ano morreram 28 mulheres vítimas dos maridos, namorados ou companheiros. A maioria tinha entre os 35 e os 65 anos, foi morta com arma de fogo e dentro da própria casa. Em 30 por cento dos casos, já havia queixa na polícia. Estes os casos que marcaram o ano de 2015.

SAIBA MAIS NA VISÃO DESTA SEMANA, ESTA QUINTA FEIRA NAS BANCAS