Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Depressão sazonal: 10 coisas que precisa saber

Sociedade

Não gostar de dias frios e cinzentos é bastante comum. Mas se sente que têm um impacto mais negativo em si do que nos outros e encontrar motivação para sair da cama e trabalhar parece uma missão impossível, então pode estar a braços como uma depressão sazonal

O Transtorno Afetivo Sazonal pode tornar alguns meses do ano insuportáveis e infindáveis. Não há nada de patológico em só lhe apetecer ficar em casa com mantas e cobertores quando o frio aperta, mas quem sofre de depressão sazonal pode vivenciar sintomas que tornam certas tarefas do dia-a-dia praticamente impossíveis.

O Huffpost Healthy Living selecionou alguns pontos que deve saber sobre depressão sazonal, as suas opções de tratamento e como afeta o dia-a-dia:

1. Não é só uma questão de tempo

Na maioria dos casos, esta condição é apenas uma componente sazonal de depressão clinica ou bipolaridade, segundo Michelle Riba, professora de psiquiatria e diretora do Centro de Depressão da Universidade do Michigan.

"Para pessoas que todos os anos têm um padrão regular de tristeza, ansiedade e humores cíclicos, a primeira coisa que precisam fazer é consultar alguém para fazer um diagnóstico," disse. "Precisam tratar a depressão oculta."

2. Não se brinca com a depressão

É preciso ter cuidado quando se diz "deve ser depressão sazonal" quando lhe parece que alguém acordou com os pés de fora. Se estiver mesmo a enfrentar uma situação de depressão sazonal, esta não pode ser encarada com ligeireza. "Não é algo para se tir ou brincar. É um problema de saúde significativo", explica Riba.

3. Há muitas formas de tratamento

Durante muitos anos, achava-se que a melhor forma de tratar depressão sazonal era Terapia de Luz, que consiste na exposição dos pacientes a luz artificial semelhante à luz solar. Especialistas dizem que esta técnica ajuda o corpo a corrigir o ritmo circadiano e a produzir hormonas mais comuns em épocas mais solarengas.

Outros métodos de tratamento poderão passar por Terapia de Comportamento Cognitivo, medicação ou ambos.

4. O diagnóstico é demorado

Riba diz que a maioria dos médicos não identifica alguém como tendo Transtorno Afetivo Sazonal até este ter experienciado pelo menos dois episódios. Ou seja, o processo de diagnóstico pode demorar.

5. É debilitante

Os sintomas de depressão sazonal incluem tristeza, fatiga e falta de motivação. Qualquer doença depressiva pode ser igualmente fisicamente exaustiva. Pessoas com distúrbios depressivos costumam também ter dores de cabeça e mudanças de apetite, a juntar aos sintomas emocionais.

6. Depressão sazonal não é restrita ao inverno

Embora seja raro, há quem sofra de depressão sazonal no verão e na primavera. Estes sintomas costumam incluir sentimentos crescentes de agitação e ansiedade, de acordo com a Mayo Clinic.

7. É complexo

Segundo Riba, depressão sazonal é um componente de depressão, mas também de bipolaridade ou outros problemas de saúde mental.

8. É mais comum em países nórdicos

Pessoas que vivem em climas mais frios e cinzentos mostram-se mais suscetíveis a esta doença. Nos EUA, os estados do norte têm maiores percentagens de pessoas com depressão sazonal que os estados do sul, segundo a Universidade da Califórnia.

9. É mais comum nas mulheres

Vários estudos mostram que as mulheres têm maiores taxa de depressão que os homens, depressão sazonal incluída, reportou o New York Times. Os homens não são, no entanto, imunes. A depressão não discrimina e pode afetar qualquer género ou raça.

10. É tratável

"É importante que as pessoas reconheçam os sinais e que vão avaliar-se," disse Riba. "Isto não é um problema trivial, é parte de um distúrbio de humor maior e precisa ser encaminhado. Mas é tratável."