Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pode confiar no seu ovo?

Sociedade

Descubra as diferenças entre dois tipos de ovos. Ou então não

De um lado, um ovo cozido com ar apetitoso, de gema amarelinha e clara clarinha (passe a redundância). Do outro, um que parece doente (se é que um ovo pode parecer doente), de gema esverdeada.

E uma legenda a anunciar que é assim que se distingue um ovo de produção biológica de um geneticamente modificado. A imagem percorreu o Facebook, tornando-se particularmente popular em páginas que advogam comida biológica.

Poucos perceberam que a comparação tinha origem na página satírica Big Organic. Na verdade, a diferença é que o ovo da direita está demasiado cozido e o da esquerda está cozido na perfeição.

A propósito, ovos geneticamente modificados não existem, pela simples razão de que não há galinhas geneticamente modificadas. Ou melhor, há, apenas não em laboratório - as galinhas atuais são o produto de cruzamentos genéticos seletivos, feitos pelo Homem durante milhares de anos.