Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Telheiro - Areal virgem

Praias

  • 333

Nuno Veiga

A última praia da costa ocidental portuguesa é um tesouro ainda conhecido por poucos 

É quase impossível dar com esta praia. Mesmo se, por mero acaso, alguém passasse pelas suas redondezas, nada deixaria entender que ali, no sopé ocidental do cabo de São Vicente, está escondida uma das mais belas e selvagens praias da Costa Vicentina. Mesmo no pino do verão, quando a vizinha vila de Sagres rebenta pelas costuras, está quase sempre deserta, sendo frequentada apenas por pescadores e alguns surfistas mais conhecedores da região. É o caso de João, um surfista da zona, que pede para não ser mais identificado do que isto. "Os meus amigos não iriam gostar de saber que estou a desvendar um dos nossos maiores segredos", diz, com humor. A par da vizinha Ponta Ruiva, a praia do Telheiro é também conhecida pelos seus singulares fenómenos geológicos, com o contraste entre o negro dos maciços de xisto e os tons alaranjados dos arenitos. Uma paisagem de cortar a respiração, como João destaca: "É uma praia muito bonita. Às vezes, só cá venho para relaxar, a ouvir as ondas e a ver o mar." 

Como lá chegar: A meio da estrada que liga Sagres ao cabo de São Vicente, seguir por uma estreita via asfaltada, em direção ao norte. Virar à esquerda, junto de uma exploração agrícola, e continuar, agora, para sul. O carro ficará estacionado no topo da encosta, sendo necessário percorrer, depois, um trilho ali escavado, para alcançar o areal