Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidade nega irregularidades, curso obtido no âmbito de Bolonha

Portugal

  • 333

A Universidade Lusófona nega qualquer irregularidade na licenciatura do ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, garantindo que este obteve o seu grau académico tal como centenas de outros alunos desde a aplicação do Processo de Bolonha

O reitor da instituição, Mário Moutinho, disse à agência lusa que Miguel Relvas apresentou o dossiê com as suas habilitações, descrevendo o seu percurso profissional, e que o Conselho Científico da Lusófona o analisou e não teve dúvidas em conceder-lhe a licenciatura em Ciência Política e Relações Internacionais em apenas um ano.

O responsável afirmou que este procedimento é comum desde a aplicação do Processo de Bolonha - que uniformizou o ensino superior no espaço europeu -, mas escusou-se a adiantar pormenores sobre o processo de atribuição de créditos a Miguel Relvas, remetendo para o processo do aluno, que disse estar disponível para consulta.